Topo

Brasileirão - 2023

Atacante desencanta, Bragantino domina e vence Santos no Brasileirão

Do UOL, em São Paulo (SP)

28/05/2023 20h29

Classificação e Jogos

O Red Bull Bragantino se impôs e venceu o Santos por 2 a 0, no Estádio Nabi Abi Chedid, pela oitava rodada do Campeonato Brasileiro.

Vitinho e Juninho Capixaba marcaram os gols da partida, aos 30 minutos do primeiro tento e também aos 30 da etapa final.

O Massa Bruta ultrapassou o adversário na tabela e subiu para a 10ª colocação, com 13 pontos. A equipe aumentou a sua sequência de invencibilidade para sete jogos, sendo três vitórias consecutivas.

Já o Peixe é o 12º, com 11, e não não vence há quatro jogos. O time, inclusive, só balançou a rede uma vez nesses confrontos.

O Santos volta a campo na quarta (31) para enfrentar o Bahia, fora de casa, pelo volta das oitavas da Copa do Brasil — a ida terminou com empate por 0 a 0. O Bragantino, por sua vez, visita o Fluminense no domingo (4), pelo Brasileirão.

Curiosidade: Vitinho fez o seu primeiro tento com a camisa do Bragantino. O atacante de 24 anos está emprestado ao clube desde fevereiro pelo Dínamo Kiev, da Ucrânia.

Como foi o jogo

bragantino - Diogo Reis/AGIF - Diogo Reis/AGIF
Vitinho, do Bragantino, comemora seu gol contra o Santos, pelo Brasileirão
Imagem: Diogo Reis/AGIF

A partida começou morna, com os donos da casa controlando as ações e tentando encontrar brechas no adversário. O Santos, armado para o contra-ataque, buscava verticalizar os seus raros lances no ataque.

O Santos teve a chance de inaugurar o placar, mas foi o Bragantino que marcou primeiro. Lucas Lima recebeu na área com espaço para chutas, mas optou pelo passe e acabou desperdiçando a principal oportunidade do Peixe.

O Massa Bruta continuou sendo superior após o intervalo e confirmou a vitória diante de um Santos que não demonstrava qualquer sinal de reação. O time visitante só acertou o gol defendido por Cleiton uma vez durante o confronto.

A equipe comandada por Odair Hellmann foi praticamente inofensiva. Sem conseguir criar e com Deivid Washington encaixotado pela marcação, o time foi pressionado do início ao fim e pouco ameaçou o Bragantino.

Gols e destaques

Primeira chegada. Aos sete minutos de jogo, Helinho acionou Sasha no pivô, que protegeu a bola e devolveu para o camisa 11 finalizar da entrada da área. O chute, no, entanto, saiu muito por cima.

Ângelo tenta. Aos nove, Ângelo fez jogada individual pela direita, limpou a marcação e bateu mirando o primeiro pau. Cleiton pulou, mas viu a bola passar ao lado da trave.

Lucas Lima erra. Aos 11, o Santos roubou a bola e partiu em contra-ataque. Deivid lançou Soteldo, que avançou até a área e tocou para Lucas Lima. Com espaço, o camisa 23 podia chutar, mas preferiu tentar o cruzamento e a defesa do Bragantino afastou.

1x0. Aos 30', Sasha inverteu para a direita da área e achou Vitinho, que dominou e bateu de primeira, rasteiro. João Paulo chegou a encostar na bola, mas não conseguiu desviar a trajetória.

João Paulo salva. Aos 40', Helinho invadiu a área e tocou para Matheus Fernandes, que chapou à queima-roupa e parou na muralha santista.

Quase o segundo (2x). Aos 7', Ramires ficou com a sobra após cobrança de escanteio, bateu de primeira e João Paulo defendeu. Na sequência, Matheus Fernandes arriscou de muito longe e a bola passou triscando a trave.

2x0. Aos 30', após outro escanteio, Luan Patrick levantou para a área. Juninho Capixaba subiu mais alto que a marcação e, com um leve desvio, ampliou para o Bragantino.

Ficha técnica
Bragantino 2 x 0 Santos

Local: Estádio Nabi Abi Chedid, em Bragança Paulista (SP)
Data e hora: 28 de maio de 2023, às 18h30 (de Brasília)
Árbitro: Anderson Daronco
Assistentes: Bruno Boschilia e Maira Mastella
VAR: Rafael Traci
Gol: Vitinho, aos 30'/1ºT, e Juninho Capixaba, aos 30'/2ºT
Amarelos: Helinho, Matheus Fernandes, Deivid

Bragantino: Cleiton; Andres Hurtado, Léo Realpe, Luan Patrick e Juninho Capixaba; Matheus Fernandes (Jadsom), Lucas Evangelista e Eric Ramires (Gustavinho); Helinho (Henry Mosquera), Eduardo Sasha e Vitinho (Sorriso [Thiago Borbas]). Técnico: Pedro Caixinha

Santos: João Paulo; Gabriel Inocêncio, Joaquim, Messias, e Lucas Pires (João Lucas); Rodrigo Fernández (Camacho), Dodi e Lucas Lima; Ângelo (Weslley Patati), Deivid Washington (Bruno Mezenga) e Soteldo (Daniel Ruiz). Técnico: Odair Hellmann