PUBLICIDADE
Topo

Cruzeiro

Aposta de Pezzolano, zagueiro ressurge no Cruzeiro após quase dois meses

Wagner Leonardo, do Cruzeiro, comemora gol marcado no jogo contra o Vila Nova, válido pela Série B do Brasileirão - Alessandra Torres/AGIF
Wagner Leonardo, do Cruzeiro, comemora gol marcado no jogo contra o Vila Nova, válido pela Série B do Brasileirão Imagem: Alessandra Torres/AGIF

Lohanna Lima

Colaboração para o UOL, em Belo Horizonte, MG

02/07/2022 04h00

Classificação e Jogos

Uma das apostas do técnico Paulo Pezzolano na vitória por 2 a 0 sobre o Vila Nova, ontem (1º), no Mineirão, pela Série B, o zagueiro Wagner Leonardo ressurgiu de forma decisiva no Cruzeiro. O jogador foi o autor do primeiro gol da Raposa após quase dois meses sem entrar em campo por causa de uma lesão muscular constatada em 14 de maio. A última partida do defensor havia sido contra o Grêmio,

Revelado pelo Santos, Wagner chegou ao Cruzeiro no início de março por empréstimo. O atleta desembarcou em Belo Horizonte poucos dias após a saída de Maicon para o Peixe. Apesar da troca de clubes entre os atletas, as negociações não tiveram ligação. No momento da vinda de Wagner, Eduardo Brock estava perto de ter o contrato encerrado e pouca perspectiva de renovação. Além disso, Zé Ivaldo ainda não fazia parte do elenco, o que gerou uma expectativa de que rapidamente o jogador se tornasse titular, o que não ocorreu.

Lucas Oliveira e Brock cresceram de produção sob o comando de Pezzolano e se tornaram os pilares da zaga. Em maio, Zé Ivaldo chegou e Pezzolano passou a armar o time com três zagueiros, o que deu uma virada de chave na equipe e colaborou diretamente para o fortalecimento do sistema defensivo da equipe. A lesão do jogador também coincidiu com esse período.

No intervalo do jogo contra o Vila, Wagner comemorou o retorno com gol, que foi o primeiro com a camisa do Cruzeiro, e ressaltou o fato de a lesão ter atrapalhado sua sequência na equipe celeste.

"Eu cheguei e pouco tempo depois e tive uma lesão que me afastou dos gramados. Faz parte. Todo mundo sabe o quanto esperei e pude ajudar o time com o gol. Fizemos uma boa partida, impondo nosso ritmo", disse à TV Globo.

Devido à ausência de Wagner, Pezzolano promoveu a estreia do zagueiro Pedrão, contra o Operário. O jovem de 18 anos entrou no decorrer da partida vencida pela Raposa por 2 a 1. Além disso, na ausência de um dos três, Geovane Jesus e Neto Moura chegaram a ser improvisados na zaga.

Contra o Fluminense, pela Copa do Brasil, Pedrão substituiu Zé Ivaldo, amarelado e nervoso no jogo. A atuação, no entanto, mostrou que o jovem ainda precisa de mais tempo para adquirir experiência. Muito nervoso, errou passes que geraram boas oportunidades ao Flu. Mais experiente, Wagner de volta faz com que Pezzolano tenha um jogador para suprir a lacuna de alguma peça da trinca de zagueiros.

Cruzeiro