PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Jornal: Abramovich quer pagamento de dívida de R$ 10 bi em venda do Chelsea

O oligarca russo Roman Abramovich comprou o Chelsea em 2003 - Andrew Winning/Reuters
O oligarca russo Roman Abramovich comprou o Chelsea em 2003 Imagem: Andrew Winning/Reuters

Do UOL, em São Paulo (SP)

04/05/2022 12h23

Classificação e Jogos

Roman Abramovich colocou o Chelsea à venda, por conta das sanções que sofreu pelos ataques da Rússia contra a Ucrânia. No entanto, a situação está longe de ser concluída.

O jornal inglês 'The Times' publicou uma matéria hoje afirmando que o oligarca russo voltou atrás de sua promessa inicial de não cobrar o pagamento de uma dívida de 1,6 bilhão de libras (cerca de R$ 10 bilhões na cotação atual).

Em março, Abramovich emitiu um comunicado confirmando que estava colocando o clube inglês à venda, mas ressaltou que não iria pedir nenhum empréstimo para ser reembolsado.

"A venda do clube não será acelerada, mas seguirá o devido processo. Eu não vou pedir nenhum empréstimo para ser reembolsado. Isso nunca foi sobre negócios ou dinheiro para mim, mas sobre pura paixão pelo jogo e pelo clube", escreveu meses atrás.

A dívida que Abramovich quer o pagamento é referente a um empréstimo feito pela empresa Camberley International Investments à Fordstam, a companhia que controla o clube londrino.

O posicionamento do russo pode atrapalhar o andamento das negociações com o empresário americano Todd Boehly — que está em uma negociação exclusiva para comprar o Chelsea por 3 bilhões de dólares (aproximadamente R$ 15 bi).

O bilionário britânico Jim Ratcliffe anunciou, na semana passada, ter feito uma "proposta formal" de última hora para comprar o clube por 4,25 bilhões de libras (mais de R$ 25 bilhões) e também está na briga pela aquisição da equipe.

Futebol