PUBLICIDADE
Topo

Podcast

Futebol Sem Fronteiras

O jogo por trás do jogo. Com Jamil Chade e Julio Gomes


OPINIÃO

Texto em que o autor apresenta e defende suas ideias e opiniões, a partir da interpretação de fatos e dados.

Futebol sem Fronteiras #46: Bayern x Dortmund vale título e adeus de ídolos

Do UOL, em São Paulo

21/04/2022 17h00

Classificação e Jogos

Um clássico que pode valer o título. Neste sábado (23), Bayern de Munique e Borussia Dortmund se enfrentam na Allianz Arena em uma partida repleta de significados. Além da briga pela taça e da crescente rivalidade entre as duas equipes, o jogo pode ser um dos últimos dos astros Robert Lewandowski e Erling Haaland por seus respectivos clubes. A partida, com início às 13h30 (horário de Brasília), terá acompanhamento do Placar UOL.

No podcast Futebol sem Fronteiras #45 (ouça na íntegra no episódio acima), o colunista Julio Gomes recebeu o jornalista André Donke, dos canais Disney e especialista em futebol alemão. Eles conversaram sobre o clima que cerca Der Klassiker e se esta sempre foi a maior rivalidade da Alemanha.

"Ela cresce a partir dos anos 90, quando o Borussia Dortmund conquista dois títulos alemães e um da Champions League. No futebol alemão, desde que o Bayern começou a dominar, há períodos cíclicos dos rivais. Na década de 70, foi o Borussia Mönchengladbach; nos anos 80, foi o Hamburgo; em 90, foi o Borussia Dortmund e agora volta. O clube quase entrou em um processo de falência e se estabeleceu. É o clássico", explicou Donke.

Levando-se em consideração apenas a questão geográfica, o Bayern de Munique tem o Nüremberg como rival na Baviera, além do próprio Munique 1860. No caso do Borussia Dortmund, o dérbi do vale do rio Ruhr contra o Schalke 04 pode ser apontado como o mais quente do país. Porém, com estas equipes em divisões inferiores (Schalke 04 e Nüremberg na segunda divisão e Munique 1860 na terceira), os duelos entre Bayern e Dortmund ganharam ainda mais relevância nos últimos anos.

"São cidades completamente distantes. Não há a questão histórica, que envolve Real Madrid e Barcelona, por exemplo. É o principal clássico alemão em termos esportivos. De rivalidade, é Borussia Dortmund x Schalke 04. Tenho certeza de que o torcedor do Dortmund se importa muito mais em vencer o Schalke 04 em um jogo isolado do que o Bayern em si", comentou Donke.

Como não há um 'tempero' histórico, a rivalidade envolvida no clássico alemão entre Bayern e Dortmund é inferior à existente em outras ligas, como mostrou Julio. "Há um componente histórico em cada um desses clássicos, até pelo fato de a Bundesliga ser mais recente. É curioso vermos a construção de um clássico", disse o colunista do UOL, citando duelos como PSG x Olympique e Rangers x Celtic como encontros de alta voltagem.

A quatro rodadas do fim, a Bundesliga tem o Bayern de Munique na liderança com 72 pontos, nove a mais do que o Borussia Dortmund, segundo colocado. Caso confirme seu favoritismo, o Bayern chegará ao décimo título nacional consecutivo, uma marca histórica dentro das principais ligas da Europa.

Lewa x Haaland: possível adeus?

Se o clássico pode valer mais um título para a já repleta galeria de troféus do Bayern de Munique, a partida ainda reserva outro componente especial. Será o encontro entre os goleadores Robert Lewndowski, artilheiro da Bundesliga com 32 gols, e Erling Haaland, em terceiro na tábua de artilharia com 18. E que pode ser o último, já que tanto o polonês do Bayern como o norueguês do Dortmund aquecem o mercado de transferências.

Segundo o jornal espanhol Sport, o Bayern de Munique teria definido o valor mínimo para negociar Lewandowski: 40 milhões de euros (em torno de R$ 200 milhões, na cotação atual). O atacante já se mostrou descontente por não ter sido procurado pelo clube para renovar seu contrato. A imprensa polonesa já o coloca como alvo do Barcelona.

Já o destino de Haaland parece estar mais bem definido. O jornal britânico Daily Mail afirmou que o Manchester City já teria até acertado o salário do norueguês: cerca de 500 mil libras (pouco mais de R$ 3 milhões) semanais, o que o tornaria o jogador mais bem pago da Premier League.

"A Bundesliga perde com a saída desses dois. De um lado, é o atual melhor do mundo [Lewandowski] contra um que pode vir a ser. Ele {Haaland] e o Mbappé são os dois expoentes dessa geração. Para mim, está no momento de o Haaland sair. Ele já provou ser diferenciado e a importância dele, embora nessa temporada tenha sofrido algumas lesões. O Manchester City cai perfeitamente dentro dessa necessidade que o clube tem e pelo que ele pode oferecer ao time do Guardiola", concluiu. Donke.

Ouça o podcast Futebol sem Fronteiras e confira ainda a análise, pelo viés alemão, da histórica invasão da torcida do Eintracht Frankfurt ao Camp Nou. O feito coroou a marcante classificação da equipe para as semifinais da Liga Europa ao eliminar o Barcelona. A inusitada final da Copa da Alemanha entre RB Leipzig e Freiburg também está no cardápio.

Não perca! Acompanhe os episódios do podcast Futebol sem Fronteiras todas as quintas-feiras às 16h no Canal UOL.

Os podcasts do UOL estão disponíveis em uol.com.br/podcasts e em todas as? plataformas de distribuição de áudio. Você pode ouvir Futebol Sem Fronteiras, por exemplo, no Spotify, Apple Podcasts e Youtube —neste último, também em vídeo.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL