PUBLICIDADE
Topo

Futebol

OPINIÃO

Texto em que o autor apresenta e defende suas ideias e opiniões, a partir da interpretação de fatos e dados.

Juca: Interessante ver um Palmeiras muito mais agressivo que no ano passado

Do UOL, em São Paulo

29/01/2022 04h00

O Palmeiras volta a campo hoje para o seu terceiro jogo da temporada, diante do São Bernardo, pelo Paulistão, após duas partidas nas quais o clube venceu e controlou os adversários, somando cinco gols marcados, além de não sofrer nenhum diante de Novorizontino e Ponte Preta, um início de trabalho que visa a disputa do Mundial de Clubes nas próximas semanas.

No podcast Posse de Bola #197, Juca Kfouri afirma que ficou impressionado com a forma como o Palmeiras se apresentou nos primeiros jogos do ano, em especial pela agressividade do time, que produziu boas situações ofensivas, apresentando até características que não via em 2021.

Ouça também o boletim do Posse com Arnaldo e Tironi; exclusivo na Apple Podcasts

"O que me agradou, eu achei interessante ver um Palmeiras muito mais agressivo do que era o Palmeiras na temporada passada, mesmo ganhando de 3 a 0 e tendo tirado o pé. O Abel estava em uma noite de estado de graça, eu parei de contar quando ele deu parabéns para as categorias de base do Palmeiras pela 128ª vez, aí eu parei, porque ele usou a entrevista para enaltecer o trabalho na base do Palmeiras e para vender a ideia de se desfazer de alguns dos garotos para reformar o CT da base", diz Juca.

"O Palmeiras começa o ano realmente de maneira auspiciosa, começa o ano podendo olhar para Abu Dhabi com otimismo. Jogar em Novo Horizonte, o primeiro jogo do ano, naquele sol e resolver o jogo em dois minutos, um gol no finzinho do primeiro tempo e outro no comecinho do segundo, e a maneira como jogou contra a Ponte Preta, que afinal é a Ponte Preta, eu estou muito surpreso com o começo de ano exuberante do Palmeiras?, completa.

Em relação às reclamações do técnico Abel Ferreira pelo fato de o time não ter mantido o ritmo no segundo tempo contra a Ponte Preta, Juca diz que era natural que baixasse a intensidade após resolver o jogo tão cedo, mas o técnico está correto em cobrar.

"O Abel reclamou um pouco de barriga cheia, mas eu entendo e acho bom que ele reclame, mas o Palmeiras resolveu o jogo em menos de 30 minutos, fez 3 a 0, começo de temporada, vinha de um jogo lá em Novo Horizonte sob um sol de rachar mamona, teve pouco tempo para descansar, voltou a jogar com o mesmo time, então eu acho que a exibição do Palmeiras no primeiro tempo foi mais do que satisfatória", diz Juca.

"Eu acho que ele reclamou de barriga cheia, mas acho que ele está certo em exigir atenção permanente do time do Palmeiras", conclui.

Posse de Bola: Quando e onde ouvir?

A gravação do Posse de Bola está marcada para segundas e sextas-feiras às 9h, sempre com transmissão ao vivo pela home do UOL ou nos perfis do UOL Esporte nas redes sociais (YouTube, Facebook e Twitter).

A partir de meio-dia, o Posse de Bola estará disponível nos principais agregadores de podcasts. Você pode ouvir, por exemplo, no Spotify, Apple Podcasts, Google Podcasts, Amazon Music e Youtube --neste último, também em vídeo. Outros podcasts do UOL estão disponíveis em uol.com.br/podcasts.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL

Futebol