PUBLICIDADE
Topo

Seleção Brasileira

Casemiro alerta para concorrência, mas espera sucesso de Vini Jr na seleção

Casemiro e Vinicius Júnior se abraçam durante jogo do Real Madrid em janeiro de 2022; união também na seleção - Quality Sports Images/Getty Images
Casemiro e Vinicius Júnior se abraçam durante jogo do Real Madrid em janeiro de 2022; união também na seleção Imagem: Quality Sports Images/Getty Images

Gabriel Carneiro e Igor Siqueira

Do UOL, em São Paulo e Rio de Janeiro

25/01/2022 17h01

Classificação e Jogos

Principal destaque do Real Madrid na temporada 2021/2022, o atacante Vinicius Júnior ainda não é uma realidade na seleção brasileira. Aos 21 anos, ele soma apenas nove partidas com a Amarelinha em 21 convocações para jogos e ainda não fez gols. De acordo com o volante Casemiro, que é seu companheiro tanto no clube, quanto na seleção, é questão de tempo para ele se firmar.

"A crescente do Vinicius Júnior aqui na seleção brasileira vai ser normal, daqui a pouco ele vai ter mais sequência de jogos e adaptação de como a equipe joga. Com o Real Madrid foi assim e com a seleção será porque ele é um grande jogador", disse Casemiro, em entrevista coletiva concedida hoje (25), na concentração da seleção.

O Brasil enfrenta o Equador na quinta-feira (27), às 18h (de Brasília), no estádio Rodrigo Paz Delgado — conhecido também como Casa Blanca —, em Quito. A partida vale pela 15ª rodada das Eliminatórias da Copa do Mundo e a seleção visitante apenas cumpre tabela, pois já está classificada para o Mundial.

Sem o lesionado Neymar, é provável que Vinicius Júnior seja titular nesta partida - assim como aconteceu no jogo contra a Argentina, em novembro. Apesar da confiança no potencial do companheiro de clube e seleção, Casemiro alerta para a concorrência e para a pouca idade de Vinicius Júnior como fatores que podem dificultar o caminho.

"É o período de adaptação. Se você vier falar do Vinicius Júnior de Real Madrid está sendo um jogador muito importante. Já falei em outras entrevistas que ele teve essa mudança de não ter jogado bem em alguns jogos e mesmo assim ganho os jogos e isso é um fator importante. Em se tratando de Real está sendo excepcional para nós, ainda mais eu que conheço de todos os dias. É um garoto que vi crescendo dentro do clube, chegou com uma dimensão muito grande, mas é normal um período de adaptação, de aprendizado do país, da liga", disse Casemiro, antes de completar:

"Claro que com a seleção é outro estilo de jogo, outra adaptação, a concorrência é diferente, e ele tem uma concorrência muito grande. Cada lugar é uma história, mas quanto mais rápido se adaptar é mais importante. A questão é que não podemos esquecer que ele tem 21 anos e está num processo de adaptação."

O Brasil terá apenas dois treinos antes da partida contra o Equador. Depois, enfrenta o Paraguai no dia 1º, no Mineirão.

Seleção Brasileira