PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Quem pode ganhar mais chances com Abel no Palmeiras em 2022?

Jogadores do Palmeiras comemoram vitória sobre o Cuiabá no Brasileiro - Cesar Greco/ Palmeiras
Jogadores do Palmeiras comemoram vitória sobre o Cuiabá no Brasileiro Imagem: Cesar Greco/ Palmeiras

Diego Iwata Lima

De São Paulo

07/12/2021 04h00

Classificação e Jogos

O Palmeiras vem aproveitando as últimas rodadas do Brasileirão para testar alguns jogadores de suas categorias de base, já que concedeu férias a quase todo seu elenco e comissão técnica —dos jogadores, só Vinicius Silvestre e Matheus Fernandes foram a campo no 0 a 0 contra o Athletico-PR na segunda-feira (6). Mas quais garotos podem ser absorvidos para o elenco profissional em 2022?

Em primeiro lugar, a análise passa pela permanência de Abel Ferreira no clube. Conforme o Globoesporte antecipou, e o UOL Esporte confirmou, o treinador tem uma oferta de um novo contrato, com aumento salarial, até o fim de 2024 —o atual se encerra no fim de 2022. O português tem um bom histórico de uso da base e algumas carências de que vem reclamando há tempos.

A equipe que encarou e empatou com o Athletico-PR, atual campeão da Copa Sul-Americana, fora de casa, teve média de idade de 20,7 anos. E isso porque contou com Matheus Fernandes, 23, e Vinicius, 27. E a boa atuação —assim como já acontecerá diante do Cuiabá— credencia alguns jogadores para uma observação mais atenta por parte dos portugueses.

Gustavo Garcia é um lateral de chegada ao fundo

O lateral-direito é um jogador com boas chances de subir. Aos 19 anos, ele tem mais um ano nas categorias de base, mas talvez tenha sua promoção antecipada. Abel precisa de um terceiro homem para o setor, e uma saída de Mayke ou Marcos Rocha não é algo visto como impossível. Gabriel Menino deve voltar a ser aproveitado no meio-campo.

Michel é zagueiro técnico que erra pouco

O zagueiro de 18 anos tem mostrado cada vez mais potencial e atropelou jogadores mais velhos que ele, como Henri, 19, na briga por um lugar no time profissional. Contra Cuiabá e Athletico-PR, teve atuações seguras.

Vanderlan é um lateral forte no apoio

O lateral que também atua na zaga, no meio e até no ataque, chegou a jogar na Libertadores de 2021, na derrota por 4 a 3 para o Defensa y Justicia (ARG), na fase de grupos. É um jogador de muita força e pode vir a preencher espaço no setor se Victor Luis, que perdeu prestígio com as chegadas de Jorge e Piquerez, deixar o clube.

Gabriel Silva deve ganhar nova chance

O atacante chegou a ficar um bom tempo no time profissional em 2020 e início de 2021, mas voltou à base. Ele mesmo reconhece que ficou muito ansioso com a promoção, e que não conseguiu demonstrar o esperado —mesmo fazendo gol no Corinthians pelo Paulistão. Com a cabeça no lugar e um ano mais velho, tem boas chances de retornar.

Giovani é muito jovem, mas seu talento é notável

Mais novo do time que vem sendo escalado, o atacante Giovani, 17, que completa 18 em 1º de janeiro, é um jogador a ser observado muito de perto por Abel Ferreira. Ele reúne características que casam exatamente com o perfil de jogador que o técnico solicitou ainda em março de 2020 e nunca recebeu: um atacante canhoto rápido que jogue na direita e ofereça o corte "para dentro". No gol que fez contra o Cuiabá, Giovani fez exatamente este movimento. Mesmo sendo o caçula, pode ganhar chances.

Futebol