PUBLICIDADE
Topo

Futebol

"Deu vontade de jogar", diz assistente da Argentina sobre discurso de Messi

Messi é levantado pelos jogadores da seleção argentina após a conquista da Copa América - Thiago Ribeiro/AGIF
Messi é levantado pelos jogadores da seleção argentina após a conquista da Copa América Imagem: Thiago Ribeiro/AGIF

Colaboração para o UOL, em Maceió

04/12/2021 10h42

Classificação e Jogos

Em 2021, a seleção argentina enfim conquistou um título importante. Eram 28 anos do estigma que marcava a carreira de muitos atletas, principalmente de Lionel Messi. O craque do PSG tomou as rédeas na competição e saiu como artilheiro e como maior assistente.

Por conta da liderança de Messi, o ex-jogador Roberto Fabián Ayala, hoje assistente do técnico Lionel Scaloni, disse que deu vontade até de entrar em campo após o discurso do capitão.

"Eu vi uma mudança tremenda. Nós sabemos o que é para os outros no futebol. Mas, pela palavra e pelo exemplo, eu o vi se mover de uma maneira diferente. Capitão em todos os sentidos, não só no campo, mas também fora. Quando chegou o discurso que ele fez antes da final, que foi impressionante, me deu vontade de sair e jogar. Foi muito bonito", relembrou, em entrevista ao programa F90, da ESPN Argentina.

"Estou feliz e feliz por ele, pelo presente, porque ele merece, porque ele é um cara que sempre fala que sim, ele está com vontade de vir, ele não se importa de ter passado por tanta coisa, de ter sido criticado, de não ter vencido. E ele continuou insistindo, ele quer fazer parte desse grupo", complementou.

A Argentina conquistou o título da Copa América em cima do Brasil, no Maracanã. Di María fez o gol do jogo, aos 22 minutos do primeiro tempo.

Futebol