PUBLICIDADE
Topo

Futebol

OPINIÃO

Texto em que o autor apresenta e defende suas ideias e opiniões, a partir da interpretação de fatos e dados.

RMP: Se o Atlético-MG não ganhar do Bahia, domingo a pressão vai aumentar

Do UOL, em São Paulo

02/12/2021 11h39

Classificação e Jogos

O Atlético-MG precisa de uma vitória diante do Bahia hoje, às 18h, para confirmar a conquista do seu segundo título brasileiro, que pode ser adiado em caso de empate. Para Eduardo Tironi, ainda não será na Fonte Nova que o Galo vai garantir a taça e Renato Mauricio Prado considera que neste caso aumentaria pressão para o jogo de domingo no Mineirão contra o Red Bull Bragantino.

No UOL News Esporte, Tironi afirma que o título do Atlético-MG são favas contadas, faltando apenas a confirmação de quando ocorrerá e acredita que seria mais legal para os torcedores a festa no fim de semana no jogo em Belo Horizonte.

"Eu acho que não é hoje, acho que o Bahia segura o Atlético-MG hoje, mas acho que vai ser no Mineirão no fim de semana contra o Bragantino. Também acho que são favas contadas, o Atlético-MG vai ser o campeão brasileiro, tem um time muito forte, faz uma campanha em casa que é espetacular, mais de 90% de aproveitamento dentro de casa", diz Tironi.

"Acho que vai ser com festa no Mineirão. A torcida do Atlético-MG tem ido bastante e tal, vai ser até mais legal eu acho, entregue com festa no Mineirão, com a taça lá", completa.

Renato Mauricio Prado chama a atenção para a pressão que o Galo levaria para o jogo do fim de semana no caso de perder o seu primeiro 'match point' pelo título nacional que é esperado há 50 anos pelo torcedor.

"Olha, se não for hoje, a perninha vai começar a tremer hein. Vai que o Bahia ganha hoje. Eu acho que é praticamente impossível o Atlético-MG perder esse título, mas se não ganhar hoje, no Mineirão, domingo, a pressão vai aumentar", diz Renato.

"Mas vai ser campeão, precisa de dois pontos, precisa de dois empates em três jogos, não tem jeito. E mais do que isso, precisa que o Flamengo ganhe todos os jogos dele, o que também não é uma coisa assim tão certa. Mas se perder hoje, no mínimo, vai haver emoção", conclui.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL

Futebol