PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Itália quer naturalizar 3 brasileiros para a repescagem da Copa, diz jornal

Jogadores da seleção italiana desfilam pelas ruas de Roma após título da Eurocopa - REUTERS
Jogadores da seleção italiana desfilam pelas ruas de Roma após título da Eurocopa Imagem: REUTERS

Colaboração para o UOL, em São Paulo

26/11/2021 14h41

A seleção italiana não vive seu melhor momento mesmo tendo vencido a última Eurocopa, disputada este ano. Nas Eliminatórias Europeias para a Copa de 2022, a Itália não conseguiu se classificar de forma direta e vai participar da repescagem.

Com isso, o presidente da Federação Italiana de Futebol, Gabriele Gravina, quer naturalizar três brasileiros para serem os novos reforços da azzurra. São eles: Roger Ibáñez, da Roma; Luiz Felipe, da Lazio; e João Pedro, do Cagliari. Essa informação é do jornal argentino Olé.

O técnico Roberto Mancini espera que os três brasileiros aceitem a proposta de ingressar ao elenco e, caso isso aconteça, eles seriam convocados para os treinos de janeiro e fariam parte do time que disputará a repescagem, que classifica apenas três das 12 seleções.

Mas há um problema para os planos italianos: os jogadores ainda sonham em poder vestir a camisa do Brasil, e têm esperanças de serem convocados por Tite para as próximas datas das Eliminatórias Sul-Americanas. Como o Brasil já se classificou para o Mundial do Qatar, o treinador deve aproveitar os próximos jogos para fazer testes.

Os zagueiros Ibáñez e Luiz Felipe são os que têm mais chances de serem convocados pelo Brasil por serem jovens — 23 e 24 anos, respectivamente. O atacante João Pedro pode ter mais dificuldades em ser lembrado devido aos seus 30 anos.

Futebol