PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Colunistas opinam: Renato Gaúcho entregou jogo para o Grêmio fugir do Z-4?

Renato Gaúcho e Vagner Mancini em jogo entre Flamengo e Grêmio - Reprodução/Premiere
Renato Gaúcho e Vagner Mancini em jogo entre Flamengo e Grêmio Imagem: Reprodução/Premiere

Do UOL, em São Paulo (SP)

24/11/2021 10h06

Classificação e Jogos

O Flamengo empatou em 2 a 2 contra o Grêmio, em jogo atrasado da 2ª rodada do Campeonato Brasileiro, ontem (23), na Arena do Grêmio. O time rubro-negro utilizou os reservas, já de olho na final da Copa Libertadores, que acontece no sábado (27), às 17h (de Brasília), contra o Palmeiras, no estádio Centenário, no Uruguai.

O placar parece normal por se tratar de um confronto entre duas equipes grandes no futebol brasileiro, mas alguns torcedores rubro-negros se incomodaram com o resultado final, já que o Grêmio briga desesperadamente para fugir do rebaixamento. O time de Renato Gaúcho jogava com um jogador a mais desde os 14 minutos do segundo tempo — Jhonata Robert foi expulso — e vencia por 2 a 0 até os 30 minutos da etapa final.

Além disso, o relacionamento de Renato com o Tricolor gaúcho faz com que o torcedor acredite que o jogo foi "entregado" para ajudar o clube onde ele é ídolo. As substituições feitas por ele durante o confronto não jogam a favor do técnico — uma delas foi sacar o atacante Vitinho, autor dos dois gols do Rubro-negro, para colocar o volante Piris da Motta mesmo em vantagem numérica.

Diante da repercussão negativa após o apito final e essa relação de Renato Gaúcho com o Grêmio, fizemos a seguinte pergunta aos colunistas do UOL Esporte: Renato Gaúcho entregou jogo para o Grêmio fugir do Z-4? Veja o que eles responderam:

Não. Até porque acreditar nisso seria acreditar que os jogadores também entregaram o jogo (e potencialmente o campeonato), afinal Renato não entrou em campo. Ele errou, como acontece com alguma frequência. Precisamos lembrar que o futebol é um negócio, que todos ali (atletas, treinadores, dirigentes, clubes) têm muito a ganhar — e perder — com cada derrota. Ninguém rasga dinheiro". Alicia Klein

Entregar jogo - ou seja, manipular resultado em uma partida entre profissionais - é uma acusação grave. Pode até ser crime, se envolver apostas ilegais. Não é mera questão de opinião. O que eu acho que aconteceu em Porto Alegre eu deixaria para dizer em um papo de bar e/ou mesa de amigos. Como jornalista, se não tenho provas guardo o silêncio. Simples assim". André Rocha

Se entregou não sei, mas que teve atitude incompatível com o profissionalismo e fez substituições desastrosas é absolutamente claro". Juca Kfouri

Sim! Entregou para o Grêmio e um monte de outros tines ao longo do Brasileiro. Por errar. Ele erra bastante. Insinuar qualquer benefício ao Grêmio pelo histórico dele lá já é outra história e beira o absurdo". Julio Gomes

Não, ponto. Qualquer coisa além disso é irresponsável. Não foi o primeiro jogo "frustrante" do Flamengo". Marília Ruiz

Isso não existe. O profissionalismo do Renato não pode ser julgado por um empate, mas pela dignidade que pautou sua carreira no futebol. Estamos analisando o resultado de um time reserva e às vésperas de uma decisão de vida ou morte. Isso diz muita coisa". Marluci Martins

Não. Uma ilação irresponsável de torcedores". Menon

Renato não faria isso. Mas é bastante evidente que ele não está feliz. Está magoado com a torcida e anda de cabeça baixa, não vibra, quase não sorri mais. Ter sido xingado pela torcida no Maracanã fez com que ele perdesse a euforia do começo. Parece estar no modo "cumprindo tabela". Deve ter colocado o título da Libertadores como a derradeira vingança. Se ele vencer, certamente vai deixar uns demônios sairem. É uma inversão de valores, um comportamento cheio de traços de infantilidade. Claro que deve ser horrível ser publicamente xingado por uma torcida com a qual você se identifica. Acho que só quem está ali pode dizer o que é passar por isso. Mas o comportamento visivelmente entristecido dele, ou até, por vezes, dando sinais de negligência, só vai construir mais afetos ruins com a torcida. Entao, não acho que ele tenha entregado de modo algum, mas também não acho que tenha se importado". Milly Lacombe

Me recuso a acreditar em uma coisa como essa. Mas ele, talvez tentando poupar ao máximo após acreditar que a vitória já era certa, deu brecha para tal interpretação. Era para ter jogado com tudo, até porque ainda existia a possibilidade de alcançar o Galo, que estava perdendo e depois apenas empatou com o Palmeiras". Milton Neves

Considero Renato um profissional sério. Incapaz de entregar o jogo para seu ex-time, desrespeitando seus atuais jogadores, o Flamengo e sua torcida". Ricardo Perrone

Não creio que tenha feito isso deliberadamente. Mas várias de suas atitudes deram ampla margem para que a torcida pensasse assim. Onde já se viu o técnico de um time ficar de ti-ti-ti com um jogador adversário, antes da cobrança de lateral? E ambos com a mão na boca, para que não se percebesse o que falavam. E tirar Vitinho, autor dos gols do Flamengo e melhor em campo, para colocar um volante medonho? Ganhando por 2 a 0, contra um adversário com menos um! E o semblante compungido, após os gols de seu próprio time? Depois de tudo que se viu na arena gremista, nem o título da Libertadores parece capaz de restabelecer a relação do treinador com os torcedores rubro-negros". Renato Maurício Prado

Jamais. Não acredito que ele tenha feito algo intencional". Rodolfo Rodrigues

Não. Ele errou nas substituições e na leitura do jogo como faz com certa frequência. Nenhuma novidade". Rodrigo Coutinho

Futebol