PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Colunistas opinam: São Paulo precisa se preocupar com o rebaixamento?

Rogério Ceni, técnico do São Paulo, durante a partida contra o Fortaleza - Miguel SCHINCARIOL/São Paulo FC
Rogério Ceni, técnico do São Paulo, durante a partida contra o Fortaleza Imagem: Miguel SCHINCARIOL/São Paulo FC

Do UOL, em São Paulo (SP)

11/11/2021 12h17

O São Paulo empatou em 1 a 1 contra o Fortaleza, ontem (10), na Arena Castelão, pela 31ª rodada do Campeonato Brasileiro. Com um ponto somado, o time comandado por Rogério Ceni foi para 38 pontos, apenas 5 na frente da primeira equipe dentro da zona de rebaixamento, o Juventude — que tem 33 pontos e uma partida a menos que o Tricolor do Morumbi.

Desde a estreia de Ceni, no empate em 1 a 1 contra o Ceará, o São Paulo fez seis partidas: ganhou duas, empatou duas e perdeu duas. É um aproveitamento de 44,44%. Além disso, o Tricolor tem um jogo complicado na próxima rodada, recebe o Flamengo no próximo domingo (14), no Morumbi, às 16h (de Brasília).

Diante do desempenho ruim dentro de campo e a proximidade com o Z-4, fizemos a seguinte pergunta aos colunistas do UOL Esporte: o São Paulo precisa se preocupar com o rebaixamento? Veja o que eles responderam:

Precisa se preocupar em ocupar um lugar digno dos investimentos feitos este ano, para um time do seu porte. Dificilmente cairá porque dependeria de uma arrancada de equipes com desempenho ainda pior, mas a derrocada pós Campeonato Paulista, a situação de precisar comemorar a permanência na série A, isso deve, sim, preocupar a todos: diretoria, equipe técnica, jogadores e torcida". Alicia Klein

Sim. Impressionante o efeito devastador da escolha de priorizar o Paulista praticamente sem férias e pré-temporada. O elenco definha, independentemente do treinador. É manter o clube na Série A e zerar tudo para 2022". André Rocha

O risco existe, mas é pequeno. Precisaria de uma combinação de resultado bem improvável. Mas é importante o São Paulo não deixar para resolver isso nos últimos jogos, porque a pressão vai aumentar demais". Danilo Lavieri

Ora, se o Santos precisa e está à frente do São Paulo, é óbvio que o São Paulo também precisa. Ainda mais com Flamengo e Palmeiras pela frente nas duas próximas rodadas". Juca Kfouri

O São Paulo precisa, seu torcedor, não. Mesmo que tivesse perdido para o Fortaleza, a situação ainda seria cômoda. A tabela pode assustar de bate pronto, pois são jogos contra Flamengo e Palmeiras na sequência, mas depois o São Paulo enfrenta Juventude e Sport em casa. Não é muito realista imaginar o rebaixamento". Julio Gomes

O risco é ínfimo, pode-se fizer quase nulo. Mas a próxima semana é de atenção por causa dos confrontos com Fla e Palmeiras. A instabilidade não é problema do time do Rogério, mas do São Paulo nos últimos muitos anos". Marília Ruiz

Sim. Não se preocupar significa relaxar. E o relaxamento é um atalho para o fracasso. Embora o risco seja pequeno, o São Paulo precisa se preocupar em jogar bola, ser grande, vencer. Não pode subestimar nenhum adversário. É um campeonato para ser esquecido. Ou lembrado como um exemplo do que não pode se repetir". Marluci Martins

Precisa sim. A diferença para o Juventude é de cinco pontos e o time gaúcho tem um jogo a menos. Mas, se não cair este ano, cairá em breve. O modelo de gestão do clube é muito fechado e não há ideias novas". Menon

É preciso não dar bobeira! O time claramente se acomodou nas últimas rodadas, enquanto as equipes do Z-4 estão nadando incansavelmente. Numa dessas, vai que... Melhor prevenir para evitar o segundo rebaixamento da história tricolor, sendo o primeiro no Brasileirão". Milton Neves

A chance de cair é pequena, mas o São Paulo precisa se preocupar. Dar de ombros para o risco de ser rebaixado costuma ser um passo largo rumo à Série B". Perrone

Sim, o risco existe. O time vem fazendo sua pior campanha na história dos pontos corridos e tem também o pior ataque em Brasileiros. Vai pegar Flamengo e Palmeiras nos dois próximos jogos e pode ver os adversários diretos encostar ainda mais. E pegará o Grêmio em Porto Alegre. Por sorte, pegará Sport e Juventude em casa nas últimas rodadas". Rodolfo Rodrigues

Não. Por mais que seja irregular, principalmente quando joga fora de casa, tem desempenho melhor que algumas equipes que atualmente estão até acima na tabela de classificação. Houve melhora nos primeiros jogos com Rogério Ceni". Rodrigo Coutinho

Precisa se preocupar porque o trabalho é muito abaixo do que se esperaria do investimento, e isso tem mais a ver com a diretoria até do que com os técnicos. Mas o rebaixamento é muito improvável. Ainda assim, não pode relaxar". Rodrigo Mattos

Futebol