PUBLICIDADE
Topo

Futebol

OPINIÃO

Texto em que o autor apresenta e defende suas ideias e opiniões, a partir da interpretação de fatos e dados.

Menon: "Meninos de Cotia são bons coadjuvantes, mas elenco do SPFC é fraco"

Do UOL, em São Paulo

11/11/2021 04h00

No empate por 1 a 1 com o Fortaleza, nesta quarta-feira (10), o São Paulo voltou a apresentar um antigo problema: a falta de criatividade de seu meio-campo. A entrada de Benítez no segundo tempo mudou o panorama da partida. O argentino se destacou com bons passes e pelo golaço de falta, já nos acréscimos, que evitou a derrota do Tricolor paulista.

Na Live do São Paulo, programa do UOL Esporte após os jogos do Tricolor, os jornalistas Marcelo Hazan, Vinícius Mesquita e Menon analisaram a necessidade de o time contar com um meia criativo, já que os meninos vindos de Cotia e que fazem parte do atual elenco profissional têm características diferentes.

"O meio-campo do São Paulo não tem jogador criativo. Os meninos de Cotia, Igor Gomes, Gabriel Sara, Rodrigo Nestor e Liziero, povoam o meio-campo, combatem e se esforçam muito, mas não sai uma jogada, algo criativo. O Benítez tem que jogar mais. Se não for ele para o ano que vem, arrume outro. Os meninos de Cotia são muito bons coadjuvantes, mas não têm nenhum com característica de enfiar a bola, dar um passe bonito, que resolva o jogo. Falta um jogador assim ao São Paulo. Tomara que o Benítez se recupere e possa jogar sempre", analisou Menon.

Hazan comentou a respeito da complexa negociação para que Benítez continue no Morumbi para 2022. "Tem essa dúvida no ar, porque o contrato dele termina em dezembro. O [Carlos] Belmonte [diretor de futebol] disse que é uma opção cara de investimento. Na realidade, não tem dinheiro no momento para exercer a opção de compra. Uma alternativa seria tentar prolongar o empréstimo por mais um ano, mas aí teria que combinar com o Independiente para ver se toparia essa possibilidade de negócio. Os garotos de Cotia têm outra característica. Tecnicamente, o Benítez é diferente desses jogadores", enfatizou.

Pessimista, Mesquita colocou que o elenco tricolor deve ser repensado. "Eles nem são tão ruins. São bons jogadores, esforçados. O Igor Gomes tem um talento. Mas, pelo que o São Paulo e a torcida esperam, não dá para ter um time cm essa limitação. É triste, porque o São Paulo não vai chegar na Libertadores. Tem que acontecer uma mágica inesperada. É um time medianíssimo, para ficar no meio da tabela para baixo e rezar para não ser rebaixado", lamentou.

Hazan destacou que a conquista do título paulista pode ter dado uma falsa impressão de que o elenco são-paulino era melhor do que a realidade. "Será que superestimamos esse elenco do São Paulo? A avaliação foi realmente acima do que ele pode entregar e hoje tem qualidade para isso? O primeiro tempo hoje [ontem] foi horroroso. Chatíssimo, não acontecia nada. Realmente, não é um elenco para muito mais do que isso. Para o investimento que o São Paulo fez, pelo orçamento, o trabalho do Fortaleza é infinitamente melhor", comparou.

Para Menon, é necessária uma reformulação no elenco tricolor para a próxima temporada. "É muito ruim o time do São Paulo. O elenco precisa mudar muita coisa. É desbalanceado. Precisa ver direito. Não quero colocar nenhuma culpa nos meninos de Cotia, porque eles se esforçam e são bons coadjuvantes. Mas não sai nada dali, um insight, uma jogada bonita, uma coisa fora da caixinha. O elenco é fraco e precisa rever muita coisa", concluiu.

Não perca! A próxima edição da Live do São Paulo será no domingo (14), logo após a partida contra o Flamengo pelo Brasileirão. Você pode acompanhar o programa pelo Canal UOL, no app Placar UOL, na página do São Paulo no UOL Esporte ou no canal do UOL Esporte no Youtube.

Futebol