PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Marinho dedica vitória a menino santista e admite: sal ajudou contra zica

10/11/2021 21h13

O garoto B.N. voltou a ser lembrado no fim do jogo entre Santos e Bragantino, hoje (10), na Vila Belmiro, pelo Campeonato Brasileiro. O atacante Marinho, melhor jogador do duelo paulista, dedicou a vitória por 2 a 0 à criança que havia sido hostilizada pelos próprios torcedores ao fim do clássico diante do Palmeiras.

"Todo mundo conhece a história dele. É um garoto que está todo dia com a gente. E já demos tudo pra ele, camisa, colete, chuteira. É uma criança que passou por essa situação, é fanática pelo Santos, e a vitória vai para ele", afirmou o camisa 11 do Peixe.

A história de B. N. ficou famosa e ganhou apoio de importantes personagens do futebol brasileiro, como Pelé e Neymar. Ao fim da partida contra o Palmeiras —em que o Santos perdeu por 2 a 0—, ele pediu a camisa do goleiro alviverde Jailson e recebeu o presente na hora. Torcedores que estavam em volta da criança, porém, passaram a persegui-lo, tentando tirar o mimo de suas mãos. Intimidado, o garoto se colocou à disposição para devolver a camisa e não ser mais alvo da fúria de torcedores. Até que o caso ganhou repercussão em apoio ao menino.

Sobre o jogo, Marinho comemorou o fato de ter acabado com um longo jejum de gols e revelou que teve até ajuda de um ingrediente famoso para isso. "Graças a Deus hoje voltou a sair, Papai do Céu me abençoou. Mas falei para Deus também. Estava lá tomando banho, esfreguei um salzinho, joguei em cima e disse: 'sei que é o senhor que me abençoa, mas, se o sal traz energia positiva, glória a Deus'. E a gente vai com o que tem."

Marinho foi o destaque da vitória do Peixe. Além de marcar o primeiro gol e sofrer o pênalti que foi convertido por Carlos Sánchez, ele brigou e foi um grande líder em campo. "A atitude hoje foi diferente de contra o Palmeiras. Enfrentamos também uma grande equipe, bem treinada. Não é à toa que está na parte de cima da tabela. É importante botar o coração porque a camisa é pesada."

Futebol