PUBLICIDADE
Topo

Santos

OPINIÃO

Texto em que o autor apresenta e defende suas ideias e opiniões, a partir da interpretação de fatos e dados.

Gabriela Brino: 'O empate, no fim das contas, foi benéfico para o Santos'

Do UOL, no Rio de Janeiro (RJ)

17/10/2021 23h47

Em jogo que ganhou ares decisivos, o Santos foi à Arena Pernambuco e ficou no empate sem gols com o Sport, outra equipe que luta contra o rebaixamento no Campeonato Brasileiro. Com o resultado, o Peixe foi a 29 pontos e tem um de vantagem em relação ao Juventude, primeiro na degola.

Na Live do Santos, programa do UOL Esporte logo após os jogos do Peixe, os jornalistas Maurício Barros e Gabriela Brino comentaram a atuação da equipe do técnico Carille.

"O jogo foi 0 a 0. Zero também foi a nota para os dois times. Foi um jogo ruim, mas, enfim, vamos tentar olhar, minimamente, com olhos positivos: um ponto fora de casa. Se tem alguma coisa que vale desse jogo é esse pontinho na tabela", disse Maurício Barros.

Gabriela Brino criticou a postura do Santos no confronto com o Leão, principalmente ao comparar com o desempenho no jogo contra o líder Atlético-MG, na última rodada.

"Esse um ponto, no final das contas, foi importante. O jogo não foi a melhor coisa do mundo, o Santos sofreu para chegar ao fim do segundo tempo com esse 0 a 0. Acho que o resultado, no fim das contas, foi benéfico para o Santos perto do que estavam oferecendo. Foi uma postura bem abaixo do que todo mundo esperava, ainda mais depois de um jogo tão competitivo contra o Atlético-MG. Acho que foi um resultado bem ok para o que assistimos. Quem chegou até o final foi um guerreiro", brincou.

Maurício Barros, por sua vez, lembrou a tensão que a partida tinha para os dois times, que não atravessam bons momentos e estão em meio à briga para fugir da zona da degola:

"Uma partida que pintava como super decisiva, quem vencesse tirava pontos de um rival e subia na tabela. Mas pelo tamanho da importância, e pela excessiva cautela com que os dois times entraram em campo, acabou sendo um jogo muito truncado, com poucas chances reais de gol, muita marcação, muita cautela e pouquíssima criatividade".

A repórter do UOL Esporte recordou que a equipe de Carille não vem tendo boas apresentações fora de casa, e o setor ofensivo, novamente, não conseguiu funcionar.

"O Santos não tem um histórico bom como visitante [na competição]. Acho que esse 0 a 0 acabou sendo ok para o jogo que assistimos. O Sport foi mais dominante que o Santos, conseguiu se impor em casa, enquanto o Santos ficou mais se defendendo que criando. Teve poucas oportunidades. Acho que não teve volume de jogo, não teve criação e criatividade. E senti falta de objetividade ao Santos. Entendi pouco do que o Carille ofereceu hoje. Não sei se foi a ideia ter um jogo mais morno para conseguir o empate, mas senti falta de um jogo mais agressivo como foi contra o Galo", salientou.

"O Santos tinha só o Jean Mota suspenso, time estava inteiro, mas teve atuações individuais ruins, como foi a do Sánchez. O meio, que a gente costuma falar aqui que está bem estruturado... Hoje o Sánchez esteve bem abaixo, Camacho discreto, e Zanocelo foi melhor. A bola chegou pouco, e o ataque, novamente, deixou a desejar", completou.

A próxima edição da Live do Santos UOL será no sábado (23), logo após a partida contra o América-MG, pelo Brasileiro. Você pode acompanhar a live pelo Canal UOL, no app Placar UOL, na página do Santos no UOL Esporte ou no canal do UOL Esporte no YouTube.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL

Santos