PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Problemas na lateral direita dão dor de cabeça a Sylvinho para o Majestoso

Du Queiroz em treino do Corinthians - Rodrigo Coca/Agência Corinthians
Du Queiroz em treino do Corinthians Imagem: Rodrigo Coca/Agência Corinthians

Thiago Braga

Colaboração para o UOL, em São Paulo

16/10/2021 04h00

O cartão amarelo que Fagner levou contra o Fluminense transformou o lateral direito em desfalque para o Corinthians no jogo contra o São Paulo, na próxima segunda-feira (18), às 20h, no Morumbi, e virou uma dor de cabeça para o técnico Sylvinho.

Além de perder um jogador histórico do clube, com títulos importantes com a camisa alvinegra, o treinador corintiano fica sem uma das principais referências técnicas da equipe. Até aqui, Fagner foi titular nos 25 jogos que disputou com o Corinthians neste Campeonato Brasileiro.

Para suprir a ausência do camisa 23, Sylvinho deve escolher o jovem Du Queiroz como titular no Majestoso.

"Vamos estudar as possibilidades que nós temos. O Du Queiroz e o próprio João Pedro", tentou despistar Sylvinho, em coletiva na sexta-feira (15). Na sequência, o próprio técnico deixou claro que só uma surpresa tira a vaga de Du Queiroz no clássico contra o São Paulo.

"Sempre lembrando que o João Pedro é um atleta que se incorporou ao clube faz pouco tempo. Vem em uma fase de transição. Começou a ganhar uma condição física melhor, com dinâmica. E tem atingido níveis melhores nos treinos. Se encontra em uma situação melhor do que quando chegou. É um atleta que estamos trabalhando. Não temos definição no momento (de quem será titular diante do São Paulo). Vamos aguardar a véspera", completou Sylvinho.

João Pedro chegou na esteira das contratações de Giuliano, Renato Augusto, Róger Guedes e Willian. O jogador de 24 anos pertence ao Porto, de Portugal, e está emprestado ao Corinthians até junho de 2022. Desde 2019, porém, ele estava emprestado ao Bahia.

Com essa trajetória, João Pedro chegou para ser reserva imediato de Fagner. Só que o longo período de inatividade — a última partida do lateral foi em 21 de abril —, somada à ascensão rápida de Du Queiroz fizeram com que João Pedro não fosse relacionado ainda por Sylvinho em nenhuma partida até aqui.

Logo após a vitória sobre o Fluminense, na última quarta-feira (13), Sylvinho deu pistas de quem deve ocupar a posição no Morumbi.

"O João Pedro é um atleta de alto nível, um atleta que veio ao clube e nós estamos trabalhando o João Pedro para que ele entre em boa condição dentro do grupo e dentro do nosso elenco. Reitero: o João Pedro é um atleta que estamos trabalhando bem e vamos construir a história dele no clube com bastante calma", explicou o comandante alvinegro.

Formado como jogador no terrão do Corinthians, tendo Tite como uma de suas referências na carreira de treinador, de quem chegou a ser auxiliar no próprio Timão, Sylvinho destaca o histórico de Du Queiroz no clube e a polivalência do jogador como diferenciais.

Du Queiroz está no Corinthians desde 2013, quando chegou com 13 anos. Depois de se destacar no sub-23, foi alçado por Sylvinho ao elenco principal do Timão no segundo semestre.

No futebol, Du Queiroz passou por aquela situação que é conhecida como "fogueira". Na vitória sobre o Athletico-PR por 1 a 0 fora de casa, em 22 de agosto, Fagner precisou ser substituído. Sem nenhum jogador da posição no banco, Sylvinho optou por Du Queiroz, que não decepcionou.

Depois disso, o camisa 37 foi titular na vitória contra o Grêmio, entrou no lugar de Fagner contra o Atlético-GO, e no dérbi substituiu Renato Augusto, iniciando a jogada do gol de Róger Guedes, que deu a vitória sobre o Palmeiras por 2 a 1.

Assim, em quatro jogos, sendo três na lateral direita, Du Queiroz mostrou números semelhantes aos do titular Fagner. Segundo dados do Sofascore, os dois efetuam em média dois desarmes por jogo. Fagner consegue ainda duas interceptações por partida contra uma de Du Queiroz.

Du Queiroz leva a melhor nos dribles, que acerta em 75% das vezes. Fagner tem eficiência de 59% no quesito. Fagner, porém, leva vantagem ao ter uma assistência no torneio até aqui.

"Improvisar o Du Queiroz? Não, não. O Du Queiroz é um atleta que tem base, já jogou na lateral direita. Jogou bem, jogos difíceis contra o Athletico-PR e Grêmio. É um atleta que tem leitura de lateral. Sabemos que ele fez isso na base, e também pode atuar como meio de campo. É um atleta que me deixa feliz, tem sua contribuição no grupo", analisou o treinador.

A recompensa pela boa fase de Du Queiroz foi a renovação contratual. Nos últimos dias o camisa 37 assinou um novo vínculo, válido até 31 de dezembro de 2024.

Futebol