PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Em jogo disputado, Itália vence Bélgica e fica com 3º na Liga das Nações

Timothy Castagne (esq), da Bélgica, e Manuel Locatelli, da Itália, disputam a bola na decisão do terceiro lugar da Liga das Nações - REUTERS/Massimo Pinca
Timothy Castagne (esq), da Bélgica, e Manuel Locatelli, da Itália, disputam a bola na decisão do terceiro lugar da Liga das Nações Imagem: REUTERS/Massimo Pinca

Do UOL, em São Paulo

10/10/2021 11h53

Classificação e Jogos

Depois de serem eliminados na semifinal, Itália e Bélgica se enfrentaram para decidir quem ficaria com o terceiro lugar da Liga das Nações. A vitória foi dos italianos, que ganharam por 2 a 1, sendo os três gols marcados no segundo tempo.

Esse é o melhor resultado de ambos os países na competição, já que na outra edição ambos foram eliminados na fase de grupos e ficaram de fora das semifinais. A disputa do terceiro lugar na época ficou entra Suíça e Inglaterra, com os ingleses ganhando nos pênaltis, por 6 a 5, após empate por 0 a 0.

Vale lembrar que as duas equipes se enfrentaram nas quartas de final da última Eurocopa, com os italianos vencendo por 2 a 1 e avançando, para dias depois, conquistar o título sobre a Inglaterra.

Jogo de alternativas

A partida começou com muita marcação alta por parte dos dois times, porém isso não impediu que as chances fossem criadas. A Itália exigiu uma boa defesa de Courtois após chute de Berardi, enquanto os belgas tiveram oportunidade de abrir o marcador com Batshuayi e depois com Saelemaekers, que acertou o travessão.

Courtois salva a Bélgica

No último lance do primeiro tempo, Berardi fez ótimo cruzamento para Chiesa, que entrou na área cara a cara com o goleiro belga. Preciso, Courtois, desviou com o pé esquerdo e mandou para escanteio, impedindo o gol italiano.

Chance perdida, chances concluídas

Se os italianos perderam uma grande chance no último lance da primeira etapa, os mesmos não desperdiçaram no primeiro lance do segundo tempo. Após cobrança de escanteio, o volante Barella acertou belo chute de fora da área e abriu o marcador. Aproximadamente 20 minutos depois, Berardi cobrou pênalti e ampliou a vantagem.

Travessão "italiano"

O travessão impediu o gol belga no primeiro tempo, após chute de Saelemaekers, e no segundo tempo foi a vez de Batshuayi lamentar, pois seu belo arremate, sem ângulo, acertou a trave superior. No fim do jogo, Carrasco acertou mais uma vez a trave, a terceira em todo o jogo.

Os belgas conseguiram enfim balançar as redes aos 40 minutos do segundo tempo, com o jovem De Ketelaere, porém já era tarde para uma reação.

Futebol