PUBLICIDADE
Topo

Palmeiras

Abel criou história sobre vizinho para desabafar pelos ataques no Palmeiras

Abel Ferreira, técnico do Palmeiras, após a classificação à final da Libertadores, diante do Galo - Staff Images / CONMEBOL
Abel Ferreira, técnico do Palmeiras, após a classificação à final da Libertadores, diante do Galo Imagem: Staff Images / CONMEBOL

Beatriz Cesarini

Do UOL, em São Paulo

29/09/2021 12h39

Classificação e Jogos

O técnico Abel Ferreira deu o que falar na noite de ontem ao alfinetar o seu "vizinho". O comandante português foi à loucura no apito final do empate por 1 a 1 entre Atlético-MG e Palmeiras, que deu ao Alviverde a classificação para a final da Libertadores, e explicou que a celebração foi diretamente a uma pessoa que mora eu seu condomínio. Mas quem seria o famoso vizinho de Abel? E a resposta é: não existe alguém específico.

Segundo pessoas próximas a Abel Ferreira consultadas pela reportagem do UOL Esporte, o treinador usou a personificação de um vizinho como uma forma de desabafo ao xenofobismo e às críticas que tem recebido de torcedores e da imprensa neste período em que vive no Brasil, mas principalmente por parte de comentaristas e analistas da imprensa nacional.

A reportagem do UOL Esporte também conversou moradores do condomínio localizado na zona oeste da cidade de São Paulo. Segundo os vizinhos do técnico Abel Ferreira, o condomínio não tem registros de confusões ou discussões recentes. Eles também contaram que o treinador palmeirense é conhecido por ser mais contido, introspectivo e não costuma sorrir muito.

Apesar disso, o português tem ótima relação com todos os vizinhos de outros clubes, inclusive com o técnico do São Paulo, Hernán Crespo, que também vive no mesmo conjunto residencial. Também citado pelos vizinhos ouvidos pela reportagem, o argentino é reconhecido por ser uma pessoa mais desinibida e sociável entre funcionários e moradores.

"No final, em que apontei para a câmera, não foi para nenhum jogador ou treinador do Atlético-MG. Eu tenho um vizinho no meu prédio que é um chato, foi diretamente para o meu vizinho, para ele estar calado porque quem manda na minha casa, o que sabe o que acontece na minha casa sou eu e não ele", disse Abel em entrevista coletiva ontem.

"Então, calado! Quem trabalha dentro do meu CT sou eu e meus jogadores. Defendo meus jogadores porque são os melhores. Então, para meu vizinho: 'shiu!'", finalizou o treinador.

A fala do português gerou um burburinho no condomínio, até porque nenhum dos moradores soube de confusões relacionadas a Abel. O síndico do residencial irá procurar o técnico para conversar, tomar conhecimento do tal vizinho que tem importunado e ajudar a solucionar o "problema de vizinhança".

Palmeiras