PUBLICIDADE
Topo

Futebol

OPINIÃO

Texto em que o autor apresenta e defende suas ideias e opiniões, a partir da interpretação de fatos e dados.

Trajano: "Fla mostrou que é o melhor time do Brasil e briga por três taças"

Do UOL, em São Paulo

23/09/2021 04h00

Classificação e Jogos

O Flamengo segue firme na briga de três títulos nesta temporada: Brasileirão, Copa do Brasil e Libertadores. Na quarta-feira (22), o clube da Gávea ficou mais perto da decisão do torneio continental ao vencer o Barcelona-EQU por 2 a 0 no Maracanã, no duelo de ida das semifinais. Seria a hora de o time começar a pensar em priorizar alguma dessas competições?

No Fim de Papo, live pós-rodada do UOL Esporte - com os jornalistas Vinícius Mesquita, Menon, Marluci Martins e José Trajano - os comentaristas debateram se o Flamengo deveria poupar jogadores no Brasileirão de olho nos momentos decisivos da Libertadores e da Copa do Brasil. Para eles, o time da Gávea não pode abrir mão de qualquer disputa.

"O Renato Gaúcho não vai ser no Flamengo o que ele foi no Grêmio, onde tinha o time contadinho. Se não brigar [pelos três títulos], o Renato perde um pouco do prestígio dele com a torcida do Fla. Ele tem que navegar nessa onda. Qual técnico não quer ganhar os três campeonatos e entrar para a história? Contra o América-MG, pode até mesclar. Quando entram, Pedro e Michael vão bem. Depois do jogo entre Atlético-MG e Palmeiras, o Flamengo mostrou que é o melhor time do Brasil", avaliou Trajano.

Marluci também não vê o Fla disposto a deixar o Brasileiro em segundo plano. "Acho muito cedo falar em abdicar do Brasileiro. A inesperada derrota para o Grêmio [1 a 0 pelo Brasileirão, no último domingo] foi uma ducha de água fria, mas não acho que o Flamengo vai abrir mão. O desafio é conseguir manter o foco em tantas competições, estando com a classificação para a final da Libertadores tão na mão. O que aconteceu contra o Grêmio foi um relaxamento, um desvio de atenção", analisou.

Menon elogiou a qualidade do elenco rubro-negro, que permite ao treinador ter várias opções para montar a equipe sem uma grade perda de qualidade técnica. "Mesmo se quiser deixar um pouco de lado, vai ter muito jogador bom para entrar. Os reservas do Flamengo são muito bons. Acho que o Fla estará na luta nessas três competições", observou o colunista. Além da Libertadores, o Fla está na semifinal da Copa do Brasil e terá o Athletico como rival.

Para Trajano, o time da Gávea se preparou bem para chegar inteiro a tantas decisões pela frente. "Para o tamanho do Flamengo, pela qualidade dos jogadores, do elenco, o time quer brigar nas três frentes. O Brasileiro é longo. A Libertadores vai se resolver logo; passa pelo Barcelona-EQU e já tem a final. No Grêmio, o Renato costumava abrir mão e preferir outro campeonato. Mas agora ele está no Flamengo, em um time que fez boas contratações e tem peças de reposição em várias posições. Tem time, estrutura, quer brigar nas três frentes e faz muito bem", destacou.

Pela força do time e pelo investimento na montagem do elenco, Marluci vê o Fla em condições de se manter firme na disputa pelos três títulos, mesmo quando precisar usar os reservas com mais frequência. "Pode até ser que chegue o dia de escalar um time reserva para priorizar alguma competição, não é hora ainda. O Flamengo tem que chegar em tudo e não pode desistir de nada. Pelo time que construiu e pelo gasto que teve, tem que dar uma boa resposta para a torcida. Essa boa resposta é chegar em tudo", completou.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL

Futebol