PUBLICIDADE
Topo

Futebol

OPINIÃO

Texto em que o autor apresenta e defende suas ideias e opiniões, a partir da interpretação de fatos e dados.

Mauro: Futebol de São Paulo seguiu manual do Tio Patinhas ao contrário

Do UOL, em São Paulo

17/09/2021 19h13

O São Paulo acertou a rescisão do contrato de Daniel Alves e terá de pagar cerca de R$ 18 milhões ao jogador de forma parcela em cinco anos a partir de janeiro de 2022, encerrando uma passagem que tinha grande expectativa, mas expôs os problemas financeiros do clube, assim como os rivais Corinthians e Santos também se encontram em dificuldades nas finanças.

No podcast Posse de Bola #161, Mauro Cezar Pereira afirma que os três clubes paulistas, exceto o Palmeiras, seguiram o mesmo manual que há anos complicou a situação do futebol carioca, que hoje tem o Flamengo recuperado, mas o Fluminense em situação menos favorável, enquanto Botafogo e Vasco encaram a Série B e um alto endividamento.

"Legal você ter o Daniel Alves? Sim, mas pelas condições momentâneas do São Paulo, pela crise financeira do São Paulo, essa contratação desde o começo foi extremamente arriscada. Lá atrás o risco era evidente e muita gente se recusa a olhar para o risco ou citá-lo porque é mais conveniente. Quando você se omite ou entra nessa onda, você dá quase um aval para o dirigente fazer esse tipo de engenharia financeira", diz Mauro Cezar.

"Isso é muito antigo, o Juca lembrou do futebol carioca no buraco, o futebol paulista, o futebol de São Paulo seguiu o manual do Tio Patinhas ao contrário, fez tudo ao contrário, que é o manual do futebol carioca falido. Tudo ao contrário, é o Santos, é o Corinthians e é o São Paulo, o Palmeiras é a exceção", completa.

O jornalista diz que o Palmeiras hoje passa por dificuldades técnicas dentro de campo com os resultados dos últimos jogos, mas tem uma condição financeira saudável, enquanto nos casos de Corinthians, Santos e São Paulo muitas vezes os problemas na gestão acabam refletindo no campo.

"O entrave do Corinthians, do Santos e do São Paulo está nas fianças e quando você está encalacrado nas finanças, você vai ter problemas diversos em outros setores também, eu acho que isso explica muito bem a situação", conclui.

Posse de Bola: Quando e onde ouvir?

A gravação do Posse de Bola está marcada para segundas e sextas-feiras às 9h, sempre com transmissão ao vivo pela home do UOL ou nos perfis do UOL Esporte nas redes sociais (YouTube, Facebook e Twitter).

A partir de meio-dia, o Posse de Bola estará disponível nos principais agregadores de podcasts. Você pode ouvir, por exemplo, no Spotify, Apple Podcasts, Google Podcasts, Amazon Music e Youtube --neste último, também em vídeo. Outros podcasts do UOL estão disponíveis em uol.com.br/podcasts.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL

Futebol