PUBLICIDADE
Topo

Futebol

OPINIÃO

Texto em que o autor apresenta e defende suas ideias e opiniões, a partir da interpretação de fatos e dados.

Julio Gomes: Se tivesse um cone no gol, Bayern faria 3 a 0 no Barcelona

Do UOL, em São Paulo

15/09/2021 12h23

Classificação e Jogos

No jogo mais esperado do primeiro dia da fase de grupos da Liga dos Campeões por envolver dois clubes que somavam 11 títulos da competição mais importante do futebol europeu e mundial, o Bayern de Munique não tomou conhecimento do Barcelona e venceu por 3 a 0 no Campo Nou, mostrando a força do clube bávaro e o momento complicado do catalão.

Em sua participação no programa UOL News Esporte, Julio Gomes cita a dificuldade do Barcelona em chegar ao ataque e finalizar no gol do clube alemão, afirma que o time atual é o menos estrelado em 40 anos e destaca a forma como o Bayern dominou as ações como se jogasse diante de um clube pequeno.

"Se tivesse um cone no gol do Bayern de Munique, teria sido 3 a 0 do mesmo jeito. Se estivesse eu lá, se estivesse a Domitila, se estivesse qualquer um de nós, ou se não houvesse ninguém, teria sido 3 a 0 porque o Barcelona simplesmente não conseguiu chutar uma bola no gol. É um pouco impressionante assistir à partida de ontem e, por mais que a gente esperasse, eu escrevi no blog aqui no UOL, é o Barcelona menos estrelado em 40 anos, desde que o Barcelona contratou Diego Armando Maradona em 1982, nunca o Barcelona não teve um astro", diz Julio Gomes.

"Você olha para o time do Barcelona e fala 'que time comum, que time normalzinho'. Não dá para imaginar esse time do Barcelona sendo campeão da Europa, o Bayern dá, o Bayern é o campeão de 2020, no ano passado foi eliminado pelo PSG, mas a gente tem que lembrar que o Lewandowski não estava naqueles jogos e isso fez muita diferença ano confronto", completa.

O jornalista vê o Bayern como um forte candidato na disputa do título europeu, enquanto o Barcelona se mostra muito inferior ao histórico do clube que perdeu para a temporada atual o seu maior jogador, o argentino Lionel Messi, que hoje atua pelo Paris Saint-Germain.

"O Bayern continua sendo um dos grandes da Europa, um dos fortes candidatos a título na Europa, o Barcelona não é mais e ontem o Barcelona foi tratado, o Bayern tratou o Barcelona como se fosse um Dynamo, um Sparta qualquer, aquele jogo que você sabe que ai ser 3 a 0, 4 a 0, e foi mesmo, não teve xabu", conclui.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL

Futebol