PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Atlético-MG comunica acordo entre clubes por volta de torcida aos estádios

Mineirão já recebeu torcedores do Atlético-MG neste ano, mas em jogo da Copa Libertadores - Fernando Moreno/AGIF
Mineirão já recebeu torcedores do Atlético-MG neste ano, mas em jogo da Copa Libertadores Imagem: Fernando Moreno/AGIF

Do UOL, em Belo Horizonte

08/09/2021 17h55

Classificação e Jogos

Representantes de clubes da Série A do Campeonato Brasileiro se reuniram hoje (8) na sede da Confederação Brasileira de Futebol e discutiram, dentre outros temas, o retorno de torcedores aos estádios. Foram 19 equipes representadas, menos o Flamengo — que não enviou representante —, e ficou decidido que a partir da 23ª rodada da competição — em outubro — os estádios poderão novamente receber torcidas em suas arquibancadas. Isso, caso todos os clubes envolvidos na disputa, chancelados pelas autoridades locais de cada praça esportiva, possam ter presença de público em partidas como mandantes.

Em nota divulgada na tarde desta quarta-feira, o Atlético-MG destacou a isonomia do campeonato para que o retorno de torcedores pudesse acontecer nos jogos do Brasileirão.

"Os jogos poderão voltar a ter torcida a partir da 23ª rodada, que acontecerá no início de outubro. Esse acordo está condicionado à permissão das autoridades locais, para que todos os clubes participantes da Série A tenham a mesma prerrogativa. Ou seja, a torcida poderá voltar desde que haja isonomia entre os clubes. Essa decisão foi aprovada de forma unânime: 19 votos a zero [exceto voto do Flamengo]", diz parte da nota oficial do Galo.

O informe oficial atleticano ainda revelou que os clubes buscarão o Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) para que a liminar dada ao Flamengo — liberando presença de público nos jogos — seja derrubada. O Fla não esteve no encontro na CBF pois entende que não cabe à instituição maior do futebol nacional ou aos clubes definir sobre presença de público nos estádios. A Prefeitura do Rio de Janeiro liberou a presença de torcedores em três jogos do Rubro-Negro no Maracanã.

"Os clubes entrarão com pedido junto ao STJD para que a liminar obtida pelo Flamengo, que lhe permite ter torcida à revelia da decisão do colegiado de times que compõem a Série A e da CBF, seja apreciada em regime de urgência, pelo Pleno do Tribunal. O intuito é que a liminar seja revogada. Na hipótese de a liminar não ser cassada e de o Flamengo insistir em jogar com torcida, a despeito do acordo estabelecido no item 1 desta nota, a rodada será adiada pela CBF", reitera a nota alvinegra.

Leia na íntegra o posicionamento do Galo:

O Atlético informa que, na reunião de hoje, organizada pela CBF e que teve a presença de todas as federações que representam times participantes da Série A e também dos próprios clubes (o Flamengo foi o único ausente), para tratar do retorno de público aos estádios no Brasileirão, ficou decidido que:

1) Os jogos poderão voltar a ter torcida a partir da 23a rodada, que acontecerá no início de outubro. Esse acordo está condicionado à permissão das autoridades locais, para que todos os clubes participantes da Série A tenham a mesma prerrogativa. Ou seja, a torcida poderá voltar desde que haja isonomia entre os clubes. Essa decisão foi aprovada de forma unânime: 19 votos a zero (exceto voto do Flamengo);

2) Os clubes entrarão com pedido junto ao STJD para que a liminar obtida pelo Flamengo, que lhe permite ter torcida à revelia da decisão do colegiado de times que compõem a Série A e da CBF, seja apreciada em regime de urgência, pelo Pleno do Tribunal. O intuito é que a liminar seja revogada;

3) Na hipótese de a liminar não ser cassada e de o Flamengo insistir em jogar com torcida, a despeito do acordo estabelecido no item 1 desta nota, a rodada será adiada pela CBF.

Futebol