PUBLICIDADE
Topo

Santos

Após anunciar reforços, diretoria do Santos irá priorizar renovações

Marcos Leonardo em ação durante partida do Santos contra a Juaeirense, pela volta das oitavas da Copa do Brasil 2021. - Ivan Sorti/Santos FC
Marcos Leonardo em ação durante partida do Santos contra a Juaeirense, pela volta das oitavas da Copa do Brasil 2021. Imagem: Ivan Sorti/Santos FC

Gabriela Brino

Colaboração para UOL, em Santos

07/09/2021 04h00

Depois de anunciar cinco reforços, a diretoria do Santos rá priorizar as renovações de contratos. O meia Vinicius Balieiro e o atacante Marcos Leonardo, por exemplo, estão com conversas em andamento para concretizar o novo vínculo. A negociação por Balieiro, segundo apurou o UOL Esporte, está mais adiantada e o Peixe está otimista. Seu contrato é até final de abril de 2022.

Já as por Marcos Leonardo são mantidas em sigilo. Entretanto, o Menino da Vila mudou recentemente de empresário para facilitar a sua permanência no Santos. Seu vínculo vai até outubro de 2022.

"Temos conversado, sim, dentro de premissa importante de fazer as coisas dentro do que o clube pode. Gostamos dos dois jovens em potencial. Conversas têm andado e estabelecemos um processo dentro da realidade do Santos para dar continuidade. Acreditamos que se defina o mais breve possível", disse André Mazzuco, executivo de futebol do clube, na última quinta-feira (2).

Apesar de não existir pressa para fechar negócio, os dirigentes santistas não querem repetir a história que viveram com Kaio Jorge, vendido neste ano a Juventus, da Itália. A intenção é definir o futuro dos dois jovens o quanto antes para não correr riscos no futuro.

Um problema que o Santos enfrenta, no momento, é a limitação financeira para salários. Apesar das vendas recentes de alguns jogadores, como Luan Peres, Alison e Kaio Jorge, darem respiro, a situação ainda não é confortável.

Santos