PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Jorge e Matheus Fernandes oferecem opções táticas ao Palmeiras de Abel

Jorge conversa com Abel Ferreira no treino do Palmeiras, na Academia de Futebol - Cesar Greco
Jorge conversa com Abel Ferreira no treino do Palmeiras, na Academia de Futebol Imagem: Cesar Greco

Diego Iwata Lima

De São Paulo

06/09/2021 04h00

Jorge e Matheus Fernandes ainda não estrearam pelo Palmeiras sob o comando de Abel Ferreira. O lateral-esquerdo segue um cronograma individual de recuperação física. Já Fernandes treina com bola e até participou do Palmeiras verde x Palmeiras branco da última sexta-feira (4). Quando entrarem em campo, ambos vão oferecer a Abel opções táticas que o treinador não tinha no elenco.

Jorge é um lateral armador, que trabalha praticamente como um meia pelo lado do campo. Não é um jogador de velocidade, força e ultrapassagem, como era Viña e como são Piquerez e Victor Luis. Tampouco é um jogador somente de passe entre as linhas, como é o caso de Renan. Com Jorge em campo, caso conquiste a posição, o português passará a ter um homem a mais de articulação, com viradas de jogo e infiltrações pela lateral da área.

Por outro lado, o ex-jogador de Monaco (FRA), Santos e Flamengo é um pouco mais lento na recomposição defensiva. Sua presença em campo onera um pouco mais o setor de marcação, aumentando a carga de trabalho de pelo menos um dos volantes. Assim, é de se imaginar que o jogador talvez renda mais para o time em um esquema com três zagueiros.

Matheus é volante no estilo "morde e sai"

Quem talvez faça um bom equilíbrio tático quando Jorge estiver em campo será justamente Matheus Fernandes. O volante que voltou ao Palmeiras nesta temporada tem como pontos fortes os botes e antecipações para roubadas de bola, mas também uma boa saída na base do "toca e passa", com desarmes, ultrapassagens e chegada na área.

No que diz respeito a atacar, ele até se assemelha a Danilo. Mas ao contrário do camisa 28, que trabalha bem passes longos e dribles, Matheus joga mais sem a bola, se deslocando para aparecer como surpresa. Nisso, também difere de Zé Rafael, um volante que tem como principal virtude a boa condução de bola e o drible para quebra de linhas.

O jogo de Matheus também se diferencia de Felipe Melo, que costuma apostar em lançamentos para compensar sua atual maior lentidão em comparação a outros tempos, e só aparece na área adversária para cabecear.

Tanto Jorge quanto Matheus podem ser novidades de Abel Ferreira para o jogo contra o Flamengo, no próximo domingo, dia 12, no Allianz Parque, pelo Campeonato Brasileiro. Se forem para o jogo, no entanto, a tendência é que comecem no banco.

Futebol