PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Borja faz de pênalti, Grêmio vence Cuiabá em jogo atrasado e "respira"

Do UOL, em Porto Alegre

18/08/2021 20h59

Classificação e Jogos

O Grêmio venceu o Cuiabá, hoje (18), na Arena Pantanal. A frase, e o resultado, claro, se tornam importantes pelo contexto. O placar de 1 a 0 no Mato Grosso foi a terceira vitória do time de Felipão no Campeonato Brasileiro. O triunfo em partida atrasada da quinta rodada foi garantido por Miguel Borja, ainda no primeiro tempo, e chega como um fôlego novo ao clube gaúcho, que segue na zona de rebaixamento.

A vitória, no entanto, não foi obtida com tranquilidade. Depois de abrir o placar de pênalti, o Grêmio recuou e viu o Cuiabá pressionar. Gabriel Chapecó fez duas defesas decisivas. E, aos 43 da etapa final, Clayson acertou o travessão.

Os três pontos em Cuiabá ajudam o Grêmio respirar. Agora, o time gaúcho tem 13 pontos. O Cuiabá segue com 17. O clube gaúcho continua em penúltimo lugar, mas pode ganhar posições no final de semana.

Na próxima rodada o Grêmio recebe o Bahia e o Cuiabá visita o Palmeiras. O time gaúcho entra em campo no sábado (21) à noite, enquanto a equipe do Mato Grosso joga domingo (22) pela manhã.

Quem foi bem: Borja

Colombiano chamou a responsabilidade. Cobrou pênalti, ainda no primeiro tempo, e chegou a dois gols em três jogos pelo Grêmio.

Quem decepcionou: Clayson

Um dos destaques do Cuiabá no Brasileirão, o camisa 10 do Cuiabá fez jogo apagado. No início da etapa final, teve a chance perfeita para decidir. Chutou de primeira, dentro da área, e perdeu enorme oportunidade.

Maicon volta, decide e sai chorando

Camisa 8 voltou a ser titular do Grêmio após quase três meses, mas não resistiu muito. Aos 9 min, sentiu lesão muscular ao escorregar. Seguiu em campo para dar assistência a Alisson, derrubado na área em lance que o VAR revisou e originou o gol de Borja. Logo depois, Maicon desabou no gramado com dores. E também caiu em lágrimas. Saiu do jogo aos 29 do primeiro tempo. Lucas Silva, que entrou na vaga, saiu no intervalo também por lesão. E aí foi a vez de Jean Pyerre ir ao campo.

Villasanti estreia ativo e com cena inusitada

Mathías Villasanti, ex-Cerro Porteño, debutou como jogador do Grêmio como titular. Os primeiros minutos em campo foram bons, com presença à frente e bastante envolvimento. No segundo tempo, o camisa 21 ainda protagonizou cena atípica. Durante parada do jogo por falta, o paraguaio se aproximou do árbitro e puxou o relógio da arbitragem para conferir tempo de jogo. O mostrador indicava, naquele momento, 31 minutos do segundo tempo.

Grêmio arrisca, na escalação e em campo

Felipão arriscou ao montar o time para o jogo, com Rafinha na lateral esquerda e duas trocas no meio-campo. A decisão talvez tenha contagiado o time, que também teve mais atitude em campo. No início do confronto, o Grêmio foi à frente e se mostrou ofensivo. Villasanti criou chances, além do trio Douglas Costa, Alisson e Borja. O problema é que após o gol de pênalti, a equipe passou a 'conjugar o verbo' arriscar de outra forma.

Mais defensivo, o Grêmio passou a ter problemas para controlar a bola e atacar. Terminou o primeiro tempo pressionado e com dificuldade para contra-atacar. Na etapa final, mesmo com Jean Pyerre em campo, o time continuou lento e longe do gol de Walter. Borja até teve chance, mas perdeu na velocidade para a defesa.

Cuiabá abandona modelo e tenta muito

Jorginho foi obrigado a tirar o Cuiabá do modo reativo ainda no primeiro tempo. Com o time mais ofensivo, o treinador viu esforço, empenho, mas faltou mais. Na etapa final, a postura ficou ainda mais aguda. Além da chance de Clayson, o Grêmio conseguiu escapar de outras duas oportunidades.

FICHA TÉCNICA:

CUIABÁ 0 x 1 GRÊMIO
Data e hora: 18/08/2021 (quarta-feira), às 19h (horário de Brasília)
Local: Arena Pantanal, em Cuiabá (MT)
Árbitro: Léo Simão Holanda (CE)
Auxiliares: Cleriston Clay Barreto Rios (SE) e Cleberson do Nascimento Leite (CE)
VAR: Gilberto Rodrigues Castro Junior (PE)
Cartões amarelos: João Lucas (CUI); Thiago Santos, Rafinha, Vanderson, Ruan e Jean Pyerre (GRE)
Gol: Miguel Borja, aos 25 minutos do primeiro tempo (GRE)

CUIABÁ: Walter; João Lucas, Marllon, Paulão, Uendel; Auremir (Uilian Correa); Clayson, Rafael Gava (Cabrera), Danilo Gomes (Jonatan Cafu); Jenison (Elton) e Pepê (Osman). Técnico: Jorginho

GRÊMIO: Gabriel Chapecó; Vanderson, Ruan, Rodrigues e Rafinha; Thiago Santos, Villasanti, Maicon (Lucas Silva (Jean Pyerre)), Douglas Costa (Léo Pereira) e Alisson (Luiz Fernando); Borja. Técnico: Luiz Felipe Scolari

Futebol