PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Goleiro rebate Richarlyson após ser acusado de mala preta: 'Irresponsável'

Richarlyson, durante participação no Arena SBT - Reprodução/SBT
Richarlyson, durante participação no Arena SBT Imagem: Reprodução/SBT

Colaboração para o UOL, em São Paulo

27/07/2021 01h45

Acusado por Richarlyson de aceitar mala preta em 2003, o goleiro Jeferson rebateu a "narrativa completamente irresponsável" do ex-meio campista.

Na última semana, Richarlyson afirmou ao "Arena SBT" que o arqueiro "entregou o jogo" contra a Ponte Preta. Na época, a dupla defendia o Fortaleza. Hoje, Jeferson participou do programa e negou a acusação do ex-companheiro.

"Não tem justificativa, isso aí foi uma narrativa completamente irresponsável. Ele não tem noção do tamanho dessa notícia, causando um prejuízo muito grave à minha imagem, que joguei 20 anos. Sempre fui capitão e trabalhei com seriedade. Foi uma falta clara, acredito que hoje com o VAR o lance teria voltado; e ele de forma irresponsável fez essa declaração me prejudicando. É imensurável o prejuízo que ele veio me causar depois de tanto tempo. Eu não tenho que me justificar, a verdade é uma só, só que tem que responder essa narrativa é ele", iniciou Jeferson, que teve um pedido de resposta após afirmação de Richarlyson.

"Está dando (muita dor de cabeça). Eu encerrei a cabeça em 2015, neste campeonato joguei 35 rodadas. Hoje tenho atuado com gestão. De lá pra cá, com essa notícia mentirosa, venho tendo muita dificuldade, porque fica a conversa, a narrativa do Richarlyson que sinceramente ainda não entendi. Meus advogados já estão à frente do caso e ele vai se ver com a Justiça. Quando a verdade for reestabelecida quero voltar aqui com a minha família. Eu tenho a moral de mostrar a cara e falar que foi uma vergonha o que ele fez com a minha carreira depois de 20 anos de futebol", completou.

Fortaleza e Ponte Preta se enfrentaram duas vezes em 2003, ambas pelo Campeonato Brasileiro daquele ano. Na última rodada da competição, a Ponte venceu o Fortaleza - o resultado salvou os paulistas do rebaixamento e rebaixou os cearenses para a segunda divisão.

Futebol