PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Landim e Reinaldo analisarão juntos se serão interventores da CBF

Presidentes do Flamengo e da CBF, Rodolfo Landim e Rogério Caboclo durante premiação da Supercopa do Brasil, em 2020 - Lucas Figueiredo/CBF
Presidentes do Flamengo e da CBF, Rodolfo Landim e Rogério Caboclo durante premiação da Supercopa do Brasil, em 2020 Imagem: Lucas Figueiredo/CBF

Igor Siqueira

Do UOL, no Rio de Janeiro

26/07/2021 18h38

Apontados por uma decisão da Justiça como interventores na CBF, Reinaldo Carneiro Bastos, presidente da Federação Paulista, e Rodolfo Landim, presidente do Flamengo, prometem tomar uma decisão em conjunto antes de definirem se vão aceitar a missão ou não.

Eles informaram em nota que avaliarão o cenário com as federações, clubes e advogados. Em sentença da Justiça do Rio, eles têm cinco dias para dar uma resposta sobre a função, decretada após a anulação da eleição de Rogério Caboclo e dos vice-presidentes que formaram chapa com ele, em 2018.

A Justiça, no entanto, não desfaz completamente a estrutura atual que está no poder. Autor da sentença, o juiz Mario Cunha Olinto Filho, da 2ª Vara Cível do Rio de Janeiro, pontuou que, "diante da complexidade organizacional do réu, bem como da evidente consequência danosa de se determinar o afastamento imediato de todos os cargos de direção, que foram objeto da última eleição, o que traria ainda mais prejuízos à CBF (que já se encontra às voltas com o afastamento do Presidente) e a todas as Federações, clubes e torcedores, correndo-se o risco de gerar uma calamidade aos campeonatos, sem prejuízo em providências da própria FIFA, mantém temporariamente aqueles que lá se encontram até que haja a nova assembleia e eleição, a ser conduzida por interventor com essa finalidade específica e transitória".

Se toparem ser interventores, Landim e Reinaldo terão que convocar uma assembleia com federações e clubes da Série A para discutir termos do estatuto da CBF que envolvem a eleição da entidade. Nessa lista estão o peso dos votos. Ele foi alterado em 2015, ficando em três para as federações, dois para quem é da Série A e um da Série B. Há ainda a reavaliação da cláusula de barreira para registro de candidatura à presidência: atualmente, um candidato precisa ter apoio de oito federações e cinco clubes.

Passada essa assembleia, os interventores terão que mais 30 dias para organizar um novo pleito, realizado sob as regras que ficarem definidas.

Na sentença, o juiz estabeleceu que quem virar interventor terá que firmar o compromisso de não participar da eleição que organizará. Ou seja, Landim e Reinaldo — que chegou a articular candidatura em 2018 — ficariam fora dos cargos eletivos.

A CBF vai recorrer da decisão judicial.

Nota Oficial

Os presidentes da Federação Paulista de Futebol, Reinaldo Carneiro Bastos, e do Clube de Regatas do Flamengo, Rodolfo Landim, informam que analisarão em conjunto com federações, clubes e advogados a decisão da Justiça do Rio de Janeiro que os nomeia interventores da Confederação Brasileira de Futebol. Tão logo tomem uma decisão, os presidentes da FPF e do Flamengo se manifestarão publicamente.

Futebol