PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Cadê eles? Há sete anos, alemães venciam a Copa; veja onde estão os atletas

Jogadores comemoram, no Maracanã, o tetracampeonato da seleção da Alemanha, conquistado no dia 13 de julho de 2014 - Mike Hewitt - FIFA/FIFA via Getty Images
Jogadores comemoram, no Maracanã, o tetracampeonato da seleção da Alemanha, conquistado no dia 13 de julho de 2014 Imagem: Mike Hewitt - FIFA/FIFA via Getty Images

Do UOL, em São Paulo

13/07/2021 11h57Atualizada em 13/07/2021 12h13

"Lá vem eles de novo". Há sete anos, a seleção da Alemanha vencia a Argentina no Maracanã e conquistava, pela 4ª vez em sua história, a Copa do Mundo.

A trajetória da equipe treinada por Joachim Low no Brasil foi quase perfeita: depois de duas vitórias e um empate na fase de grupos, os alemães venceram a Argélia (na prorrogação) e a França antes do fatídico 7 a 1 sobre os donos da casa, jogo que antecedeu a final.

Mas onde estão os jogadores que atuaram naquela final de 2014 contra os argentinos? O UOL Esporte traz a situação de cada um deles, mas já adianta: vários daquela geração de ouro não jogam mais. Confira:

Neuer

Estrela daquela histórica seleção, o goleiro, hoje com 35 anos, permanece no Bayern de Munique e é considerado um dos melhores do mundo na posição.

Ele ainda deve atuar na Copa de 2022, no Qatar, antes de "passar o bastão" para os mais jovens na meta de seu país.

Neuer com o Bayern de Munique tem contrato com o Bayern até junho de 2021, Juventus monitora a indefinição na renovação - M. Donato/FC Bayern via Getty Images - M. Donato/FC Bayern via Getty Images
Imagem: M. Donato/FC Bayern via Getty Images

Lahm

Capitão, o histórico e versátil lateral se aposentou da seleção pouco depois do título mundial, aos 30 anos. Em 2017, ele resolveu parar de vez e encerrou sua vida nos gramados.

Philipp Lahm na vitória de 7 a 1 da Alemanha contra o Brasil na semifinal da Copa do Mundo de 2014 - Thomas Eisenhuth/picture alliance via Getty Images - Thomas Eisenhuth/picture alliance via Getty Images
Imagem: Thomas Eisenhuth/picture alliance via Getty Images

Boateng

Outra lenda do Bayern, Boateng - que ficou fora da Eurocopa com a Alemanha - continuou sua trajetória em Munique até o fim desta temporada, quando decidiu não renovar o seu contrato e ficar livre no mercado. Aos 32 anos, ele é especulado no Real Madrid.

Jérome Boateng, zagueiro do Bayern de Munique - Christof STACHE / AFP - Christof STACHE / AFP
Imagem: Christof STACHE / AFP

Hummels

Remanescente da icônica seleção de 2014, Hummels, que era do Borussia quando disputou o mundial no Brasil, teve uma passagem de três anos pelo Bayern antes de voltar à equipe de Dortmund.

Ele representou o seu país na última Eurocopa e, hoje com 32 anos, tem chances de jogar a Copa pela última vez no ano que vem.

Mats Hummels, zagueiro da seleção da Alemanha - REUTERS/Hannah McKay - REUTERS/Hannah McKay
Imagem: REUTERS/Hannah McKay

Howedes

O lateral, que fez carreira no Schalke 04 até a Copa no Brasil, resolveu se aventurar no mercado da bola e passou por Juventus e Lokomotiv de Moscou antes de se aposentar no ano passado, aos 32 anos.

Howedes, zagueiro da seleção da Alemanha - REUTERS/Gonzalo Fuentes - REUTERS/Gonzalo Fuentes
Imagem: REUTERS/Gonzalo Fuentes

Schweinsteiger

Outro formado no Bayern, o elegante meio-campista jogou no Manchester United e no futebol norte-americano depois da conquista da Copa.

Schweinsteiger se aposentou dos gramados no início do ano passado, aos 35 anos, deixando um legado imenso para o país.

Bastian Schweinsteiger - Pressefoto Ulmer\ullstein bild via Getty Images - Pressefoto Ulmer\ullstein bild via Getty Images
Imagem: Pressefoto Ulmer\ullstein bild via Getty Images

Kramer

Responsável por substituir o lesionado Khedira na final, Kramer, que tinha 23 anos na decisão, atua hoje pelo Borussia Mönchengladbach.

No duelo, ele precisou sair ainda no 1° tempo após choque com o argentino Garay. Que azar!

Christoph Kramer, do Borussia Mönchengladbach - AFP via Getty Images - AFP via Getty Images
Imagem: AFP via Getty Images

Kroos

O meio-campista, que brilhou nos campos brasileiros em 2014, se aposentou no mês passado da seleção alemã, após a disputa da Eurocopa.

Apesar disto, Kroos segue "firme e forte" com seu contrato no Real Madrid - ele chegou ao futebol espanhol logo depois do tetracampeonato por seu país.

Toni Kroos anunciou aposentadoria da seleção da Alemanha - Reprodução/Instagram - Reprodução/Instagram
Imagem: Reprodução/Instagram

Muller

Maior artilheiro das Copas em atividade, com 10 gols, Muller é um dos ícones da geração vencedora do Bayern e segue na seleção.

O atacante, no mundial de 2014, balançou as redes cinco vezes e foi o vice-goleador do torneio - na final, no entanto, não conseguiu alterar o placar.

Thomas Muller durante jogo do Bayern contra o Atlético de Madri pela Liga dos Campeões -  Alexander Hassenstein/Getty Images -  Alexander Hassenstein/Getty Images
Imagem: Alexander Hassenstein/Getty Images

Ozil

Este é, provavelmente, o nome que teve a maior mudança técnica da lista. Ozil, que vivia grande fase até 2014 e se destacou na Copa, caiu de produção desde então.

Em baixa no Arsenal, ele foi negociado com o Fenerbahce, da Turquia, no início do ano. Em 2018, ele decidiu se aposentar da seleção alemã por divergências políticas.

Ozil reza antes de jogo da Alemanha na Copa da Rússia - AFP PHOTO / Jewel SAMAD - AFP PHOTO / Jewel SAMAD
Imagem: AFP PHOTO / Jewel SAMAD

Klose

Há sete anos, Klose ultrapassava Ronaldo e tornava-se o maior artilheiro da história das Copas, com 16 gols. A "boa notícia" para os brasileiros é que ele se aposentou em 2016, aos 37 anos.

Na final diante da Argentina, que acabou em 0 a 0 no tempo normal, Klose acabou sendo substituído por Gotze pouco antes do início da prorrogação.

Klose, da Alemanha, durante semifinal da Copa de 2014 contra o Brasil - Thomas Eisenhuth/picture alliance via Getty Images - Thomas Eisenhuth/picture alliance via Getty Images
Imagem: Thomas Eisenhuth/picture alliance via Getty Images

Schurrle (reserva)

O então jovem de 23 anos do Chelsea substituiu Kramer, ainda no 1° tempo da final, e deu trabalho aos adversários.

A carreira de Schurrle acabou de maneira precoce no ano passado, após rescisão de seu contrato com o Borussia. Ele alegou que se sentia sozinho e vivia momentos de baixa nos gramados.

Schürrle, jogador da Alemanha, depois da semifinal contra o Brasil na Copa de 2014 - Marcus Brandt/picture alliance via Getty Images - Marcus Brandt/picture alliance via Getty Images
Imagem: Marcus Brandt/picture alliance via Getty Images

Mertesacker (reserva)

O experiente zagueirão, hoje aposentado, entrou nos minutos finais da prorrogação para segurar os argentinos.

Mertesacker comemora vitória da Alemanha contra o Brasil - Jean Catuffe/Getty Images - Jean Catuffe/Getty Images
Imagem: Jean Catuffe/Getty Images

Gotze (reserva)

O herói improvável da final atende pelo nome de Mario Gotze, que fez o gol do tetracampeonato de seu país já na parte final do tempo extra.

A situação do meia-atacante nos clubes, por sua vez, é um pouco diferente. Após passagens apagadas por Borussia e Bayern, ele ficou sem equipe por meses até assinar com o PSV.

Mario Gotze Alemanha Copa do Mundo de 2014 - Shaun Botterill/FIFA/FIFA via Getty Images - Shaun Botterill/FIFA/FIFA via Getty Images
Imagem: Shaun Botterill/FIFA/FIFA via Getty Images

Bônus: Khedira (não jogou a final)

Titular durante toda a campanha alemã, o meio-campista Khedira se lesionou na semifinal e ficou fora da decisão.

Há dois meses, ele surpreendeu e anunciou, aos 33 anos, a sua aposentadoria do futebol.

Sami Khedira posa com o troféu da Copa do Mundo após a vitória da Alemanha na final de 2014 - Matthias Hangst/Getty Images - Matthias Hangst/Getty Images
Imagem: Matthias Hangst/Getty Images

Joachim Low (técnico)

Outro que saiu da seleção foi Joachim Low. Após comandar o país por 15 anos, ele deixou o cargo há poucos dias, depois da participação da Alemanha na Eurocopa. Hansi Flick é o responsável por guiar a equipe a partir de agora.

Técnico Joachim Low, vencedor da Copa de 2014, posa com o troféu da competição - Alexander Hassenstein - FIFA/FIFA via Getty Images - Alexander Hassenstein - FIFA/FIFA via Getty Images
Imagem: Alexander Hassenstein - FIFA/FIFA via Getty Images

Futebol