PUBLICIDADE
Topo

Futebol

'Esperava enfrentar a França, era a grande favorita', diz Chiellini

Chiellini disse que esperava ter jogado contra a França - REUTERS/Laurence Griffiths
Chiellini disse que esperava ter jogado contra a França Imagem: REUTERS/Laurence Griffiths

Colaboração para o UOL

08/07/2021 21h24

Classificação e Jogos

Um dos destaques da campanha da Itália na Eurocopa, o zagueiro Giorgio Chiellini admitiu a surpresa por não ter enfrentado a França na competição. Os franceses, atuais campeões do mundo, foram eliminados precocemente do torneio, nas oitavas de final, diante da Suíça, nos pênaltis.

"Esperava enfrentar a França, era a grande favorita, e logo os ingleses. Eles têm qualidade, físico, solidez e organização. É uma equipe concreta e forte, não vamos nos esquecer que no último Mundial saíram na semifinal e somente por detalhes", disse o zagueiro italiano aos canais da Uefa, elogiando os rivais da decisão do próximo domingo.

"É um sonho que se tornou realidade. No início nós também pensávamos que o Roberto Mancini estava louco quando nos dizia que deveríamos pensar em ganhar a Eurocopa. Agora, falta o último centímetro", avisou Chiellini.

O defensor italiano elogiou bastante a equipe da Inglaterra e pediu atenção especial com um jogador: Harry Kane.

"Será um rival duríssimo, sempre gostei dele. É um jogador muito completo e segue crescendo, mas a Inglaterra não tem somente ele. Ontem no banco eles tinham Grealish, Sancho, Rashford, Calvert Lewin, Foden. Eles têm um plantel de nível enorme, mas será um jogo equilibrado, com respeito e sem medo", afirmou.

Chiellini ainda destacou a campanha italiana nesta edição da Euro. O atleta lembrou a caminhada difícil da seleção para chegar à grande decisão.

"A Bélgica nos fez sofrer na reta final, mas estávamos no controle do jogo. A Espanha foi o rival que mais nos colocou em apuros. Além da posse de bola, melhorou muito a sua pressão, mantiveram a intensidade durante os 90 minutos. Precisamos do nosso coração e humildade para entender que tínhamos um adversário melhor no que gostávamos de fazer: dominar o jogo", analisou.

Futebol