PUBLICIDADE
Topo

Futebol

'Jogador tem que ser malandro', diz Luizão sobre atletas em festas

Luizão dá entrevista e alfineta ex-técnicos como Leão, Luxemburgo e Tite - Priscila Gomes
Luizão dá entrevista e alfineta ex-técnicos como Leão, Luxemburgo e Tite Imagem: Priscila Gomes

Colaboração para o UOL, em São Paulo

22/06/2021 11h14

Após dois jogadores do Palmeiras - Lucas Lima e Patrick de Paula - serem flagrados e cobrados por torcedores ao saírem de bares à noite, o ex-atacante Luizão, com passagem marcante pelo time alviverde, opinou que faltou malandragem aos atletas.

O ex-jogador contou que nunca deixou de sair para festas, mas que sabia o momento em poderia ou não fazer isso. Além disso, Luizão afirmou que mesmo em um dia de folga e após uma vitória, a pandemia não é o momento para os atletas comemorarem fora de suas casas.

"Jogador tem que ser malandro, tem que saber o que fazer. O time está uma merda, como sai de casa? O time está mal, você está mal? Não sai. Eu não saía de casa quando o time perdia. Quando ganhava, eu quebrava", disse o ex-atacante em entrevista ao canal Ale Oliveira, no YouTube.

"E, num momento como esse, você quer fazer uma festa? Mora em uma cobertura, leva os amigos. Você está de folga, pode sair, mas não em um momento como esse, pandemia, o time não está bem. Pega fama de baladeiro e não sai mais. Tem que ser malandro. Faz festa em casa e não vai acontecer nada", continuou.

Para Luizão, um episódio como este pode comprometer uma futura venda de Patrick de Paula. O ex-jogador afirmou que os times do exterior observam cada detalhe antes de investirem em jogadores promissores como o volante palmeirense.

"A gente está falando do Patrick de Paula e do Lucas Lima. O Lucas Lima foi cabaço de sair. É um jogador mais velho, a torcida já está pegando no pé. E saiu em São Paulo, perto do Palmeiras. O Patrick é novo, tem um talento incrível, gosto muito dele. Mas começa a pegar fama de baladeiro. E muita gente gosta dele lá fora - e os caras ficam sabendo e veem de tudo quando querem contratar. Tem que segurar um pouco. Puxar o freio", finalizou.

Futebol