PUBLICIDADE
Topo

Atlético-MG

Atlético-MG economizará mais de R$ 2 milhões com frota de veículos alugada

O acordo entre Atlético e a empresa de aluguel de veículos é que a marca seja estampada apenas nos uniformes de treino - Pedro Souza/Atlético
O acordo entre Atlético e a empresa de aluguel de veículos é que a marca seja estampada apenas nos uniformes de treino Imagem: Pedro Souza/Atlético

Henrique André

Do UOL, em Belo Horizonte

22/06/2021 04h00

Buscando enxugar despesas e dar respiro ao caixa, o Atlético-MG tem encontrado soluções interessantes no mercado. A última delas foi anunciada na semana passada, quando o clube negociou espaço na camisa de treino com uma empresa especializada em aluguel de veículos, cuja sede está localizada em Itaúna, cidade da Região Metropolitana de Belo Horizonte.

Com dívida na casa de R$ 1,2 bilhão e com a intenção de diminui-la para R$ 300 milhões quando chegarmos em 2026 —os números foram apresentados durante o Galo Business Day, em abril—, a diretoria atleticana, apesar dos investimentos dentro das quatro linhas, tem adotado o discurso de pés no chão para que o clube caminhe com as próprias pernas, sem depender da ajuda financeira de mecenas.

Conforme apurou o UOL Esporte, o Atlético-MG vendeu 14 veículos de sua propriedade e, no acordo firmado com a MM Aluguel de Carros, recebeu o mesmo número. Contudo, a grande vantagem é que não terá mais os principais gastos com a frota.

Durante o contrato de dois anos, o Atlético-MG deve economizar mais de R$ 2 milhões, justamente por não ter que pagar tributos como IPVA, licenciamento, seguro obrigatório e outros. Além disso, o seguro dos carros, a manutenção e o sinistro ficarão sob responsabilidade da parceira. Sem contar que o Alvinegro terá carros reservas à disposição e não "sofrerá" mais com a depreciação (desvalorização) dos bens.

Com a venda imediata da frota antiga, o Alvinegro conseguiu colocar um bom dinheiro em caixa; algo que tem se tornado raro nos quatro cantos do planeta em tempo de pandemia. No mundo do futebol, especificamente, sem as receitas geradas durante os jogos (bilheteria, consumo nos estádios etc.), os clubes têm se virado para "tirar a corda do pescoço".

"A parceria foi natural, já que os princípios e valores do Clube Atlético Mineiro, principalmente no que se relaciona à gestão empresarial, o compliance bem estruturado, vai de encontro ao que acreditamos e praticamos na MM Aluguel de carros. Assim como o Galo, também somos uma empresa mineira, com abrangência Nacional. Viemos para somar e estamos orgulhosos em fazer parte dessa história e, por tudo isso, acreditamos que será uma parceria duradoura e com resultados positivos para as duas partes", destaca Rodrigo Reda Gonçalves, sócio diretor da empresa.

Ainda de acordo com apuração feita pela reportagem, o Atlético-MG também receberá um valor fixo pelo espaço no uniforme de treino. Segundo informação do portal Fala Galo, o montante chegaria na casa de R$ 5 milhões durante os dois anos do contrato firmado com a empresa.

Atlético-MG