PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Palmeiras e Junior negociam 50% dos direitos de Borja; Boca não fez contato

Miguel Borja é o maior artilheiro da Libertadores desde 2012 - Divulgação
Miguel Borja é o maior artilheiro da Libertadores desde 2012 Imagem: Divulgação

Diego Iwata Lima

De São Paulo

11/06/2021 14h31

Classificação e Jogos

O Junior de Barranquilla, da Colômbia, quer ficar com o atacante Miguel Borja. Cedido pelo Palmeiras ao clube caribenho desde a última temporada, o jogador tem só mais 20 dias de empréstimo, razão pela qual a aquisição de um percentual dos direitos econômicos do atacante passou a ser discutido.

O Palmeiras busca obter um valor entre US$ 4 e US$ 4,5 milhões para ser sócio igualitário do Junior nos direitos do centroavante. É, até o momento, a única conversa em curso pela contratação do jogador. E, mesmo assim, ainda está só no campo da conversa.

Se o Palmeiras conseguir a negociação nesses moldes, estará quase recuperando o dinheiro investido na contratação do atleta, que foi de US$ 10 milhões, no fim de 2016.

Na imprensa argentina, o Boca Juniors vem sendo especulado também como possível destino do jogador. Mas o Palmeiras não recebeu dos portenhos nem mesmo um telefonema sondando sua contratação —muito menos uma proposta.

Borja, maior artilheiro da Copa Libertadores desde 2012, fez o gol de empate da Colômbia contra a seleção albiceleste (2 a 2) na última terça-feira (8), pelas Eliminatórias para a Copa de 2022.

Futebol