PUBLICIDADE
Topo

Vasco

Vasco empata com Boavista e avança na Copa do Brasil em jogo polêmico

Do UOL, no Rio de Janeiro

09/06/2021 18h34Atualizada em 09/06/2021 20h39

Classificação e Jogos

Em jogo bastante polêmico, onde a arbitragem anulou um gol do Vasco quatro minutos depois do lance mesmo sem ter VAR, o Cruzmaltino empatou em 1 a 1 com o Boavista em São Januário (RJ) e avançou para as oitavas de final da Copa do Brasil.

O time de Marcelo Cabo havia vencido o jogo de ida da terceira fase da competição por 1 a 0 em Bacaxá (RJ), e por isso tinha a vantagem de atuar por uma igualdade no placar.

Agora o Vasco vira a chave novamente para a Série B e encara neste sábado (12) o Brasil de Pelotas, no Rio Grande do Sul, pela terceira rodada. O Cruzmaltino ainda não venceu na competição e acumula uma derrota por 2 a 0 para o Operário e um empate em 1 a 1 com a Ponte Preta.

Já o Boavista foca agora na Série D, sua única competição na temporada até o fim do ano. O time da Região dos Lagos visitará no domingo (13) o Santo André.

Prêmio de R$ 2,7 milhões

A classificação para as oitavas de final da Copa do Brasil garantiu ao Vasco uma premiação de R$ 2,7 milhões. A bonificação equivalente a praticamente uma folha salarial do elenco, que é de cerca de R$ 2,5 milhões atualmente.

O melhor - Léo Jabá aproveita a oportunidade

Léo Jabá aproveitou a oportunidade de atuar no lugar de Morato e não decepcionou. Além de muita entrega, o atacante fez uma grande jogada no gol de Germán Cano.

O pior - Graça vai mal novamente

O zagueiro Ricardo Graça tem um início de temporada ruim e não tem aproveitado as oportunidades com a ausência do capitão Leandro Castan, lesionado. O defensor falhou no gol de Michael Douglas ao chegar atrasado no lance, algo que se repetiu outras vezes.

Quase um gol de placa de Pec

Logo aos três minutos do primeiro tempo, Gabriel Pec recebeu uma bola de Sarrafiore, viu o goleiro Ary adiantado e, de fora da área, deu uma "cavadinha". O arqueiro do Boavista se esticou todo e evitou aquele que seria um verdadeiro golaço do garoto.

Golaço de Michael Douglas

Michel Douglas comemora gol do Boavista contra o Vasco pela Copa do Brasil - Thiago Ribeiro/AGIF - Thiago Ribeiro/AGIF
Michel Douglas comemora gol do Boavista contra o Vasco pela Copa do Brasil
Imagem: Thiago Ribeiro/AGIF

O jogo seguiu movimentado e aos 12 Jean cruzou, Michael Douglas se sobressaiu entre Ricardo Graça e Michel e soltou uma bomba, estufando a rede de Vanderlei e fazendo 1 a 0 para o Boavista.

Vanderlei deixa o campo irritado

Goleiro do Vasco, Vanderlei deixou o campo no primeiro tempo visivelmente irritado com a postura da equipe após sofrer o gol do Boavista em São Januário.

"Estamos atrás no placar. Eles vão se fechar e explorar os contra-ataques. Não podemos deixar assim. Temos que criar e tentar empatar o jogo", declarou ao Sportv.

Polêmica da arbitragem

Árbitro é cercado por jogadores de Vasco e Boavista após anular gol em jogo sem VAR - Thiago Ribeiro/AGIF - Thiago Ribeiro/AGIF
Árbitro é cercado por jogadores de Vasco e Boavista após anular gol em jogo sem VAR
Imagem: Thiago Ribeiro/AGIF

Um lance polêmico aconteceu durante a partida entre Vasco e Boavista pela Copa do Brasil. Aos 14 minutos do segundo tempo, o atacante Gabriel Pec marcou o gol de empate para o Cruzmaltino e os jogadores adversários reclamaram muito de uma possível mão de Germán Cano. Após cinco minutos, a arbitragem decidiu assinalar a infração e anular o tento.

O curioso é que nesta fase da competição a arbitragem ainda não conta com a tecnologia do VAR, algo que gerou muita revolta por parte de todo o elenco do Vasco, comissão técnica e diretoria. Uma imagem da transmissão do Sportv mostra o técnico do Boavista, Leandrão, puxando um celular do bolso e perguntando ao quarto árbitro: "Quer ver o lance?". Pela regra, não é permitido estar com telefones na área do campo.

Esse valeu!

Três minutos após a bola voltar a rolar — o jogo ficou parado num total de oito minutos — o Vasco novamente balançou a rede, e desta vez valeu. Em grande jogada de Léo Jabá pela esquerda, Germán Cano demonstrou seu oportunismo de sempre e empatou para o Cruzmaltino.

A chegada do Vasco

Homenagens póstumas

FICHA TÉCNICA

VASCO 1 X 1 BOAVISTA
Local: São Januário, Rio de Janeiro (RJ)
Hora: 16h30 (horário de Brasília)
Árbitro: José Mendonça da Silva Júnior (PR)
Auxiliares: Victor Hugo Imazu (PR) e Jefferson Cleiton Piva (PR)
OBS: Nesta fase da Copa do Brasil não há VAR
Cartões amarelos: Sarrafiore (VAS); Bull, Gustavo Geladeira (BOA)
Cartões vermelhos: Nenhum
Gols: Michael Douglas, aos 12 minutos do primeiro tempo (BOA); Germán Cano, aos 26 minutos do segundo tempo (VAS)

Vasco: Vanderlei, Léo Matos, Ernando, Ricardo Graça e Zeca; Michel (Romulo), Galarza (Bruno Gomes) e Sarrafiore (Marquinhos Gabriel); Léo Jabá (Figueiredo), Gabriel Pec (Morato) e Germán Cano. Técnico: Marcelo Cabo.

Boavista: Ary (Kléver), Wisney (Caio Felipe), Gustavo Geladeira, Victor Pereira e Jean Victor; Douglas Pedroso, Jefferson Renan (Bull), Marion (Ralph), Michael Douglas; Ryan (Luis Felipe) e Marquinhos. Técnico: Leandrão.

Vasco