PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Palmeiras, após uma década, terá de novo uma sala de troféus em seu estádio

Taça da Copa do Brasil 2020 no gramado do Allianz Parque, palco da final entre Palmeiras e Grêmio - Staff Images/CBF
Taça da Copa do Brasil 2020 no gramado do Allianz Parque, palco da final entre Palmeiras e Grêmio Imagem: Staff Images/CBF

Diego Iwata Lima

De São Paulo

08/06/2021 17h55

Demanda dos torcedores desde 2010, quando o velho Parque Antárctica começou a ser demolido, a sala de troféus do Palmeiras voltará a existir, agora no Allianz Parque.

O espaço será construído em uma área envidraçada de 2200 m² do estádio, em frente ao jardim do clube onde ficam os bustos de Ademir da Guia, Marcos, Oberdan Cattani, Waldemar Fiume e Junqueira. O Palmeiras pagará uma locação do espaço à construtora WTorre, que construiu e administra o estádio.

O espaço será inaugurado em setembro deste ano, com possibilidade de antecipação para a última semana de agosto, quando o clube completará 107 anos, no dia 26.

Nos últimos anos, a Crefisa, patrocinadora do clube, vinha sendo responsável por apresentar os troféus conquistados pelo Palmeiras aos seus torcedores. Em alguns momentos, algumas das taças também puderam ser vistas por participantes do tour do Allianz Parque, que mostra aos visitantes os bastidores do estádio.

"A sala de troféus é uma expectativa dos nossos associados e torcedores. Os troféus estão guardados em um depósito desde 2011. Nesse período, centenas de milhares de novos torcedores se formaram e novas conquistas foram alcançadas. A nossa história é grandiosa e precisa estar à disposição de todos", afirmou o presidente Mauricio Galiotte ao site oficial do clube.

O projeto final de Palmeiras e WTorre é a construção de um memorial, do qual a sala de troféus será apenas uma parte.

Futebol