PUBLICIDADE
Topo

Atlético-MG

Lutando pela vida, atleticano agradece apoio e brinca com 'fama repentina'

Torcedor do Atlético-MG, Felipe Silveira ganhou o carinho de milhares de pessoas após revelar quadro clínico - Arquivo Pessoal
Torcedor do Atlético-MG, Felipe Silveira ganhou o carinho de milhares de pessoas após revelar quadro clínico Imagem: Arquivo Pessoal

Henrique André

Do UOL, em Belo Horizonte

08/06/2021 11h11

"O apoio das pessoas e toda esta energia positiva me ajudam a ter fé e a continuar crendo no milagre. E como diz a torcida do Galo, "Eu acredito!". Apesar de viver o momento mais delicado dos 36 anos de vida, o torcedor Felipe Silveira não desiste de seguir lutando, mesmo que a ciência não tenha lhe trazido boas notícias.

Desde que descobriu um câncer no estômago, em 2018, ele decidiu encará-lo de frente e acreditar na cura. Ontem (7), porém, precisou ser forte para encarar uma dura verdade.

Sempre fui muito feliz e esperançoso, o atleticano soube que os medicamentos já não fazem mais efeito. Porém, ao invés de se desesperar, Felipe manteve a tranquilidade e virou exemplo nos quatro cantos do país. Pensando em usar o Twitter para comunicar aos poucos mais de 1000 seguidores da situação, ele não imaginava que, em poucas horas, seria o assunto mais comentado da plataforma, no Brasil, e que ganharia milhares de novos 'fãs'.

"Ontem, depois da conversa com os médicos, meu pai me perguntou se eu falaria com meus amigos, minha família. Eu sempre fui muito aberto com as informações. Desde o início, eu sempre quis passar. Enquanto eu puder digitar, eu vou passar a minha situação. E foi o que eu fiz", conta Silveira ao UOL Esporte.

"Achei que eu estaria falando somente para os meus seguidores, que oram por mim e mandam energias positivas. Mas quando eu assustei, foi quando eu já tinha perdido controle do meu Twitter. Tinha se tornado um dos assuntos mais comentados do Brasil, com mensagens de torcedores de todos os clubes. Depois fui ver que o "Força Felipe" ganhou o país afora. Asssustei e até agora estou tentando entender. O que está chegando agora, não consigo acompanhar", acrescenta.

Internado em Belo Horizonte, Felipe vive a expectativa de ir para casa, onde ficará ao lado da família, com todo acompanhamento dos médicos. Segundo relatou nas redes sociais, os médicos lhe deram poucos meses de vida. Porém, enquanto tiver forças, ele garante que aproveitará cada segundo ao lado de quem ama.

"Tudo isso está vindo com energia positiva. Vou continuar postando, porque sei que isso ajuda muita gente. Estou igual a Juliette (risos). Ganhar quase cinco mil seguidores de uma hora para outra é muita coisa. Agradeço a todos porque está vindo com orações e energias positivas. Isso me fortalece demais. Meu pai e minha noiva também ganharam muitos seguidores", finaliza.

Amor pelo Galo

Com o coração "em paz" e ciente da gravidade da situação, Felipe lamenta ter que, em breve, que se despedir dos pais, da irmã, da noiva, dos amigos, e do clube de coração. Apaixonado pelo Galo, sentimento que herdou de Sr. Wágner (pai), ele também se queixa de, talvez, não ter a oportunidade de estar presente na inauguração da Arena MRV; o estádio do Atlético-MG será entregue no segundo semestre de 2022.

"Hoje a notícia não foi das melhores. Mas estou bem e com coração em paz. Reuniram alguns médicos comigo e meus pais. O que foi tentado até aqui não foi eficaz, tentaram de tudo, mais infelizmente e com dor no coração, digo que possivelmente somente com milagre de Deus irei conhecer nossa casa @ArenaMRV. Perspectiva de vida minha são meses. Poucos meses. Meu corpo já está querendo descansar, apesar da cabeça estar boa", postou Felipe.

"Agradeço tudo que o Atlético fez por mim até hoje. Momentos pra se levar por toda eternidade. (...) Estarei em casa. Ainda verei jogos do Galo pra xingar, passar raiva, comemorar e sorrir. Por quanto tempo? Não sei, o tempo de Deus", completou.

Atlético-MG