PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Bahia abre dois de vantagem. permite virada do Bragantino, mas busca empate

Colaboração para o UOL, em São Paulo

05/06/2021 23h00

Classificação e Jogos

Bahia e Red Bull Bragantino fizeram um grande jogo na noite de hoje (5), pela segunda rodada do Campeonato Brasileiro. Fora de casa, o Tricolor abriu dois gols de vantagem no começo do jogo, mas tomou a virada no meio do segundo tempo. Sem desistir, o time ainda conquistou o empate no fim da partida, e o confronto terminou empatado por 3 a 3. O resultado deixa ambos os clubes com quatro pontos, atrás somente do Atlético-GO.

As duas equipes agora voltam suas atenções para a Copa do Brasil, competição em que entram em campo já nesta quarta-feira (12). Às 16h, o Bahia recebe o Vila Nova, depois de ter vencido a ida por 1 a 0. Mais tarde, às 21h30, o Bragantino tenta reverter a vantagem de dois gols que o Fluminense conquistou no Rio de Janeiro.

Jogão!

Bahia e Bragantino não decepcionaram os embalos de sábado à noite. A partida começou em ritmo alto e teve seis gols, VAR aparecendo, "Lei do ex", virada e ainda uma reação depois disso. As equipes, que começaram vencendo no Brasileirão, mostraram um grande futebol e que podem sonhar alto nesse ano.

VAR anula "Lei do ex"

A Lei do Ex demorou pouco mais de um minuto para aparecer em Bragança Paulista. Artur recebeu de Evangelista na entrada da área, levou para o meio e bateu no meio do gol, mas o goleirão aceitou. Contudo, depois de três minutos de revisão, o árbitro foi ao monitor, encontrou falta de Evangelista no início da jogada e anulou o tento.

VAR aparece de novo, mas agora confirma gol

Aos 15 minutos, o Bahia teve uma falta perigosa na direita que foi mal batida por Matheus Bahia. Na sobra, ele cruzou na medida para Gilberto, que cabeceou para o fundo da rede. O VAR demorou cerca de dois minutos novamente na revisão, pmas não houve impedimento na jogada.

Gilberto amplia, e Artur desconta

Com a vantagem, o Bahia passou a frequentar mais o campo do rival, que explorava os contra-golpes com Artur. Até que aos 18 minutos Gilberto acertou um lindo chute da esquerda, sem chances para o goleiro Julio Cesar. Pouco depois, a estratégia do Bragantino deu resultado. Ytalo achou Artur com espaço para avançar. Dessa vez, ele apostou em um chute com a direita, que não é sua melhor, e surpreendeu o goleiro Mateus Claus para diminuir o prejuízo.

Jogo acalma

Depois desse começo frenético, o ritmo diminuiu um pouco. Jogando em casa e atrás no placar, o Massa Bruta buscou mais o gol, mas pecou demais nas finalizações e foi para o vestiário em desvantagem.

Mas volta com tudo de novo!

Assim como havia iniciado no primeiro tempo, o Braga voltou com tudo para a segunda etapa. E, desta vez, o gol no comecinho não foi anulado! Aos 4, Artur bateu escanteio fechado, e Lucas Cândido subiu mais alto que todo mundo para empatar a partida.

Vira, vira, virou

Depois de vencer a Chapecoense em sua estreia no Brasileirão, o time da casa também queria começar bem em seus domínios. Não satisfeito com a igualdade no marcador, partiu para cima e foi recompensado aos 22 minutos. Após bela troca de passes, Cuello recebeu pela esquerda, deixou Rossi na saudade e chutou colado, com muita curva, no canto esquerdo.

Bahia busca prejuízo

A noite inspirada de Gilberto terminou com uma assistência. O camisa 9 serviu de garçom e, após linda jogada individual, encontrou Jonas, que chegava de trás e bateu rasteiro, de primeira, para empatar e dar números finais ao marcador em Bragança Paulista.

FICHA TÉCNICA
BRAGANTINO 3 x 3 BAHIA

Data: 05/06/2021
Local: Estádio Nabi Abi Chedid, em Bragança Paulista (SP)
Hora: 21h (horário de Brasília)
Árbitro: Vinicius Gomes do Amaral (RS)
Auxiliares: Rafael da Silva Alves (RS) e Mauricio Coelho Silva Penna (RS)
Cartões amarelos: Pedrinho e Jadsom (BRA); Matheus Galdezani, Edson, Jonas e Lucas Araújo (BAH)
Gols: Gilberto, aos 15' e aos 18' do primeiro tempo (BAH); Artur (BRA), aos 21' do primeiro tempo, Luan Cândido, aos 4' e Cuello, aos 22' (BRA) e Jonas, aos 40' (BAH), do segundo tempo.

Bragantino: Julio Cesar; Aderlan, Léo Ortiz, Natan e Luan Cândido; Jadsom (Eric Ramires), Luccas Evangelista e Pedrinho (Alerrandro); Artur, Ytalo e Cuello. Técnico: Maurício Barbieri.

Bahia: Mateus Claus; Renan Guedes, Conti, Luiz Otávio e Matheus Bahia; Thaciano (Óscar Ruiz), Matheus Galdezani (Jonas) e Patrick (Lucas Araújo); Rossi (Maycon Douglas), Rodriguinho (Alesson) e Gilberto. Técnico: Dado Cavalcanti.

Futebol