PUBLICIDADE
Topo

Atlético-MG

Nacho terá desafio de ampliar bom retrospecto pessoal contra o Boca Juniors

Nacho Fernández começou sua passagem pelo Galo se destacando por gols e assistências - Pedro Souza/Atlético-MG
Nacho Fernández começou sua passagem pelo Galo se destacando por gols e assistências Imagem: Pedro Souza/Atlético-MG

Henrique André

Do UOL, em Belo Horizonte

01/06/2021 15h28

Classificação e Jogos

A partir de 13 de julho, o Atlético-MG inicia a batalha contra o Boca Juniors, da Argentina, pela vaga nas quartas de final da Libertadores. Enquanto os hermanos somam seis conquistas, os brasileiros têm apenas a de 2013 no currículo. Em campo, vestido a camisa do Galo, um meia bastante conhecido dos Xeneizes tentará desempatar o retrospecto contra o grande rival dos tempos em que defendia o River Plate.

Nacho Fernández, de 31 anos, foi contratado no início do ano e é um dos grandes reforços do Atlético-MG na gestão do presidente Sérgio Batista Coelho. Pelo River, ele enfrentou o Boca em 11 oportunidades, desde que chegou aos Millionarios, em 2016. Foram 4 empates, 4 vitórias e 3 derrotas.

Contudo, em 2018, Nacho viveu o melhor momento da carreira, quando encarou o arquirrival na grande decisão. Na ocasião, por confusões envolvendo as torcidas em solo argentino, a partida decisiva foi disputada no Santiago Bernabéu, em Madri.

Comandados pelo multicampeão Marcelo Gallardo, Fernández e os demais companheiros foram superiores e, num baile na Espanha, colocaram o Boca na roda e venceram por 3 a 1, ficando com o caneco do torneio mais importante da América do Sul.

Pelo Atlético-MG, Nacho já fez 13 partidas e anotou 3 gols. Amanhã (3), ele ajudará a equipe na Copa do Brasil, quando encara o Remo, em Belém, no Pará. O duelo será o primeiro da terceira fase da competição nacional.

Atlético-MG