PUBLICIDADE
Topo

Santos

Há sete dias livre do ban na Fifa, Santos dará tempo a Diniz por reforços

Técnico Fernando Diniz durante a estreia pelo Santos, contra o Boca Juniors - Getty Images
Técnico Fernando Diniz durante a estreia pelo Santos, contra o Boca Juniors Imagem: Getty Images

Gabriela Brino

Colaboração para UOL, em Santos

14/05/2021 04h00

O Santos está há uma semana livre da punição na Fifa, e já liberado legalmente para contratar jogadores para novo técnico Fernando Diniz. A diretoria ainda tem receio de sofrer um novo ban - proibição de realizar transferências - devido às operações envolvendo a venda de Cueva ao Krasnodar e a negociação de uma preferência por Gabigol ao Barcelona. Apesar disso, não há pressa para ir ao mercado, e a postura é de dar tempo para que Diniz conheça o elenco.

Diniz iniciou seus trabalhos na última segunda-feira (10), e ainda está tendo os primeiros contatos com os jogadores, sobretudo os mais jovens, que compõem a maior parte do elenco. Sendo assim, o técnico prefere fazer alguns testes para só depois fazer a diretoria ir ao mercado.

Kaiky e Gabriel Pirani, por exemplo, são vistos com bons olhos e devem ser mantidos no time titular. Diniz vê o zagueiro, apesar de precoce, com futuro brilhante, e aposta na qualidade do meia na criação das jogadas.

"Não gosto de falar melhor, mas quem chegue e vista a camisa para não pesar. Buscaremos esse tipo de jogador. Difícil falar em melhor que a molecada. Como achar um zagueiro que joga melhor que o Kaiky hoje? Podem vir e buscar posição, mas jovens vão marcando território. Temos que reforçar com quem vista a camisa e não sintam o peso, jogando com naturalidade", disse o técnico em entrevista coletiva.

O novo comandante santista teve a semana livre para preparar a equipe para seu próximo desafio, contra o The Strongest, na próxima terça-feira (18), na Bolívia, pelo quinto jogo da fase de grupos da Copa Libertadores da América. Depois do confronto, deve sentar-se com a diretoria em uma reunião para começar a conversa sobre reforços.

Santos