PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Grêmio testa jogadores em novas funções e procura opções sem Jean Pyerre

Lucas Uebel/Grêmio
Imagem: Lucas Uebel/Grêmio

Jeremias Wernek

Do UOL, em Porto Alegre

08/05/2021 04h01

O Grêmio não conta com Jean Pyerre, de novo, por problemas físicos. O meia-atacante teve diagnosticada lesão muscular na coxa e vai ser desfalque por pelo menos dez dias. Antes mesmo de a ausência ser confirmada, Tiago Nunes já havia iniciado testes dentro do elenco, dando novas funções a jogadores, com o intuito de aprender mais sobre a equipe. Agora, os experimentos ganham relevância.

A lesão de Jean Pyerre foi divulgada minutos antes do jogo contra o Aragua-VEN, pela Copa Sul-Americana. O Grêmio informou que a lesão na coxa direita de Jean Pyerre é de grau um (em escala onde três é o quadro mais grave). O clube não deu previsão oficial de retorno, mas a estimativa nos bastidores é de volta em uma semana e meia. Até lá, o time vai precisar se adaptar.

A relação entre Tiago Nunes e Jean Pyerre, herança da passagem do técnico pelo time sub-15 do Grêmio, é uma das apostas por retomada de sequência na carreira do meia. Ou seja, em condições, o camisa 10 não corre riscos de sair do time. Pelo contrário, tem boa chance de se tornar o eixo central da equipe.

Mas na ausência de Jean Pyerre, os testes levados a cabo no CT Presidente Luiz Carvalho devem vir a campo nos jogos. Nas últimas duas semanas, por exemplo, Darlan passou a treinar em função mais livre de marcação. O jogador, que também trabalhou com Tiago Nunes, foi escalado assim contra o Aragua-VEN. Maicon também tem chance de ser usado mais à frente, em uma espécie de meia criativo pelo centro.

Os testes com Darlan e Maicon são permitidos pela fixação de Thiago Santos como titular. E o plano de ter Lucas Silva, pelo menos até segunda ordem, como alternativa para a função. Assim, os demais volantes podem ser experimentados com novas atribuições.

Nomes como Fernando Henrique e Victor Bobsin, oriundos da base, também estão sendo monitorados. O mesmo vale para Pedro Lucas, meia-atacante campeão mundial sub-17 com a seleção brasileira. O jogador passou por reforço muscular durante quase um mês e ganhou cinco quilos. Por origem, é meia-atacante — tal qual Jean Pyerre.

Cesar Pinares, entrando em reta final de recuperação física após lesão muscular, também vai ser analisado de perto. A tendência, neste momento, é que o chileno seja usado pelo lado direito — em disputa com Léo Pereira, Luiz Fernando. No entanto, a lesão de Jean Pyerre e evolução do quadro, podem forçar uma volta do camisa 21 ainda pelo centro do campo.

Diante do Caxias, no segundo jogo da semifinal do Gauchão, Tiago Nunes não deve mudar a equipe. A tendência é que Darlan e Maicon atuem lado a lado, resguardados por Thiago Santos. Mas os testes vão seguir, ainda mais agora.

Futebol