PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Grêmio fala em 'virar a página' e esfria volta de Douglas Costa de novo

THOMAS KIENZLE/AFP
Imagem: THOMAS KIENZLE/AFP

Jeremias Wernek

Do UOL, em Porto Alegre

04/05/2021 21h02

Nova página na novela sobre o futuro de Douglas Costa, especialmente no capítulo sobre a volta ao Grêmio. Hoje (4), o clube gaúcho afirmou ter parado de negociar com o meia-atacante — mesmo com chance de liberação por parte da Juventus-ITA nas próximas semanas. O salário é o grande entrave para o retorno a Porto Alegre e faz a diretoria, nos bastidores, usar a expressão "virar a página".

Aos 30 anos, Douglas Costa negocia a rescisão em Turim e mantém contato com os dirigentes do Grêmio. O meia-atacante já recebeu duas ofertas para seguir na Europa e tem, também, sondagem do Qatar.

Na semana passada, o clube ouviu que havia uma plano B para a volta: empréstimo depois de renovação na Itália. Ainda assim, os valores eram o entrave. Agora, nem mesmo com a rescisão o retorno é visto como possível.

Ao UOL Esporte, Marcos Herrmann, vice de futebol, afirmou que as condições desejadas por Douglas Costa inviabilizam o acerto. Até então, o clube não admitia publicamente sequer que havia tratado de algo com o jogador, na Europa desde 2009.

Outra fonte chegou a resumir o status como "vamos virar a página".

Douglas Costa tem salário anual na faixa de 6 milhões de euros (quase R$ 40 milhões, na cotação atual). Com Renato, o Grêmio chegou a montar uma oferta de contrato por dois anos com alto salário. Fora da Copa Libertadores e sem o ídolo como técnico, o clube refez as contas. À época, a diretoria chegou a se afastar das tratativas. As conversas voltaram recentemente e com um novo patamar financeiro.

Um fio de esperança existe, do lado do jogador, por conta de uma viagem ao Brasil. Douglas Costa planeja chegar a Porto Alegre em 22 de maio, quando vai rever familiares. No Rio Grande do Sul, e de posse da liberação da Juventus, o meia-atacante pode pedir para conversar com os dirigentes do Grêmio.

Futebol