PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Radialista acusa torcedores de ataques na web após comentário sobre Guto

Técnico Guto Ferreira, o "Gordiola", do Ceará - Felipe Santos/Comunicação Ceará
Técnico Guto Ferreira, o 'Gordiola', do Ceará Imagem: Felipe Santos/Comunicação Ceará

Bruno Fernandes e Josué Seixas

Colaboração para o UOL, em Maceió

26/04/2021 18h56

O repórter Willy Sullivan diz ter sido atacado por torcedores em suas redes sociais após ter feito um comentário que não agradou ao técnico Guto Ferreira, do Ceará, durante entrevista coletiva na noite de ontem (24), após o triunfo do Vozão sobre o Vitória, por 2 a 0, na Arena Castelão, em Fortaleza.

Sullivan fez duas perguntas e comentou sobre as fotos recentes que Guto tirou para divulgar um novo uniforme da comissão técnica do Ceará. "Parabéns pelas fotos. Mas o Guto Ferreira, como modelo, é um excelente técnico", declarou o jornalista.

Guto não gostou do comentário, se recusou a responder aos questionamentos do repórter e disse: "Eu respeito todo mundo e acho que você não me respeitou nesse momento". O repórter se desculpou pelo comentário.

Embora o treinador tenha aceitado, horas depois, o pedido de desculpas, o radialista não se livrou de ataques de internautas. Ele divulgou um áudio sobre o ocorrido e, aos prantos, afirmou que "as redes sociais me atacando. Eu queria muito agradecer pelas desculpas aceitas".

Ao UOL Esporte, Sullivan informou ainda que no decorrer do dia tudo foi esclarecido. "No que era possível, respondi um por um aos torcedores que pediam uma satisfação. Eu entendo completamente o torcedor pois também sou."

Na manhã desta segunda-feira, Guto e o radialista se encontraram no aeroporto de Fortaleza, de onde a equipe embarcou para enfrentar o Arsenal de Sarandí, na Argentina, pela Copa Sul-Americana na próxima terça-feira (27), se abraçaram e pediram desculpas um ao outro.

"Saí do aeroporto agora, fui falar com Guto pessoalmente e ele reforçou o recebimento de desculpas, então graças a Deus está tudo normal. Inclusive batemos uma foto. Em nenhum momento houve ameaça física, apenas bronca do torcedor chateado com a pergunta, mas tudo foi explicado."

Futebol