PUBLICIDADE
Topo

Manchester United

Superliga: Em meio a críticas, vice-presidente do United renuncia

Ed Woodward, presidente do Manchester United - Peter Powell/Reuters
Ed Woodward, presidente do Manchester United Imagem: Peter Powell/Reuters

Do UOL, em São Paulo

20/04/2021 16h20

Ed Woodward, vice-presidente do Manchester United, renunciou ao cargo após as críticas por sua participação na criação da Superliga Europeia. As informações são do site 'The Athletic'.

Woodward chegou ao United em 2005, quando o clube foi adquirido pela família Glazer, e assumiu o planejamento financeiro do da equipe. Em 2012, foi nomeado para o conselho de diretores e assumiu como vice-presidente executivo. Com a aposentadoria de David Gill, o empresário ascendeu ao comando.

Jogadores importantes da história dos Red Devils haviam criticado publicamente a iniciativa, como Eric Cantona, David Backham e Gary Neville.

Neville, que atualmente é comentarista da TV inglesa Sky Sports, classificou o torneio como um 'ato criminoso'.

"Eu torço para o United há 40 anos na minha vida, mas estou com nojo. Absolutamente enojado. Estou enojado principalmente com o Manchester United e o Liverpool. No Liverpool, eles dizem: 'você nunca andará sozinho'. Às pessoas do clube, aos torcedores. O Manchester United, 100 anos, nascido de trabalhadores por aqui. E os dois estão entrando em uma liga sem competição, da qual não podem ser rebaixados. É uma desgraça absoluta", disse o ex-jogador.

Errata: o texto foi atualizado
Ao contrário do que foi publicador anteriormente, Ed Woodward é vice-presidente executivo do Manchester United.

Manchester United