PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Felipão diz que tirou Djalminha da Copa de 2002 'para evitar polêmicas'

Felipão e Djalminha em amistoso pela seleção brasileira em 2002 - Juca Varella/Folha Imagem
Felipão e Djalminha em amistoso pela seleção brasileira em 2002 Imagem: Juca Varella/Folha Imagem

Colaboração para o UOL, em São Paulo

16/04/2021 10h30

Treinador da seleção brasileira pentacampeã mundial na Copa do Mundo de 2002, Luiz Felipe Scolari afirmou que gostaria de ter convocado o meia Djalminha para a competição, mas disse que, após a briga entre o jogador do La Coruña com o treinador do time, optou por Kaká para evitar polêmicas com a mídia e com o grupo de jogadores que já havia escolhido.

Na época, Djalminha, com 32 anos, era destaque do Deportivo La Coruña, da Espanha, enquanto Kaká, de 20 anos, despontava como uma das grandes revelações do futebol brasileiro no São Paulo.

"O Djalminha até era muito amigo do presidente do La Coruña, mas tinha uma 'pequena' desavença com o técnico. Fiquei muito dividido entre Djalminha e Kaká na lista final. A minha ideia era levar o Djalminha. Depois do episódio [em que ele brigou com o treinador], fiquei pensando: 'Vou levar alguém que deu problema? Como os outros jogadores e a mídia vão interpretar?', disse Felipão em entrevista ao Resenha ESPN, da ESPN Brasil. O programa contou com a participação do próprio Djalminha, comentarista da emissora.

"Eu conversei com o Djalminha e, depois disso, para evitar polêmica e complicações com a imprensa, disse que ia levar o Kaká, que era um jovem, teria mais oportunidades no futuro. Expliquei o motivo da minha decisão para o Djalminha. Foi isso que aconteceu", finalizou Felipão.

Futebol