PUBLICIDADE
Topo

Santos

Marinho se desculpa por postura após substituição no Santos: "Péssima"

Marinho, do Santos, durante a partida contra o San Lorenzo, pela Libertadores - Divulgação / Santos FC
Marinho, do Santos, durante a partida contra o San Lorenzo, pela Libertadores Imagem: Divulgação / Santos FC

Colaboração para UOL, em Santos

14/04/2021 01h02

O atacante Marinho chamou a atenção no empate em 2 a 2 com o San Lorenzo, na noite terça-feira (13), que classificou o Santos para a fase de grupos da Copa Libertadores da América. O jogador foi substituído pelo técnico Ariel Holan, saiu esbravejando e não cumprimentou o argentino.

Marinho foi direto para o vestiário, mas minutos mais tarde voltou para o banco de reservas. O camisa 11, que está está retornando de lesão, havia recebido o cartão amarelo durante o jogo.

Com a repercussão negativa de sua atitude, o jogador se posicionou em suas redes sociais e pediu desculpas. "Primeiramente esclarecer que minha atitude foi péssima hoje, após a mudança sai chateado!", escreveu Marinho.

"Não sou insubstituível, não sou dono do time e estou aqui para ajudar, sempre me dediquei e vesti esse manto com muito orgulho! Jogador nenhum (está) acima do clube ou (deve) faltar com respeito ao treinador, porém já pedi perdão ao treinador diante do grupo, nunca tomei atitude assim com treinador nenhum, fica aqui minhas desculpas. Sou homem, e continuarei dando a vida para esse clube, mesmo querendo ficar em campo e ajudar, respeito e sempre irei respeitar qualquer decisão da comissão técnica!", completou.

Na coletiva pós-jogo, Holan minimizou o episódio. "É normal. O Marinho é um jogador muito importante para nosso time. É lógico que ele não quer sair, isso é lógico".

Com o empate, o Santos se classificou para o grupo C da Libertadores, ao lado de Boca Juniors (ARG), Barcelona (EQU) e The Strongest (BOL). A próxima partida no torneio será na terça-feira, contra o Barcelona, em local ainda a definir.

Santos