PUBLICIDADE
Topo

Santos

Com gol de joia, Santos empata com San Lorenzo e classifica na Libertadores

Jogadores do Santos comemoram gol na partida contra o San Lorenzo, pela Libertadores - Divulgação / Santos FC
Jogadores do Santos comemoram gol na partida contra o San Lorenzo, pela Libertadores Imagem: Divulgação / Santos FC

Colaboração para UOL, em Santos

13/04/2021 23h24

Classificação e Jogos

O Santos empatou com o San Lorenzo por 2 a 2 nesta noite, no Mané Garrincha, em Brasília, pelo jogo de volta da Copa Libertadores da América, e está classificado para a fase de grupos da competição continental. O garoto Marcos Leonardo, de 17 anos, e Pará anotaram pelo time da casa, enquanto Di Santo e Ángel Romero descontaram pelos visitantes no segundo tempo.

Com a classificação, o time de Ariel Holan está no Grupo C e enfrentará o Boca Juniors, eliminado pelo Peixe na temporada passada nas semifinais, o Barcelona de Guayaquil e The Strongest.

Início pegado

Os argentinos mostraram logo nos primeiros minutos que vieram à luta. Com a desvantagem de dois gols, os jogadores do San Lorenzo começaram indo para o tudo ou nada. Prova disso é que aos dois minutos Peruzzi foi amarelado após uma entrada dura em Felipe Jonatan, que rolou no gramado de dor.

Minutos mais tarde, Marinho conseguiu com facilidade uma falta perto da área. Foi a primeira chance do Peixe ampliar ainda mais o placar da decisão, mas o atacante chutou para fora. Quase na sequência, mais uma oportunidade com um cruzamento limpo de Soteldo a Madson, que chutou muito forte, também para fora. Apesar da falta de capricho na finalização, diferentemente do San Lorenzo, os santistas criavam a todo o tempo quando tinham a bola.

Correspondeu à sequência

Ao perceber que o Peixe tinha muito campo para trabalhar a bola, o técnico Diego Dabove pediu para seus jogadores subirem a marcação. Por alguns instantes isso funcionou e dificultou a saída de bola dos santistas, mas não durou. Gabriel Pirani conseguiu escapar e deu passe a Felipe Jonatan, que encontrou espaço e achou Soteldo. O venezuelano deu passe para Marcos Leonardo, que superou marcação forte e fez um golaço de cruzamento.

O jovem de 17 anos teve uma sequência após Kaio Jorge sentir dores na coxa e ficar indisponível. Holan viu o atacante em boas condições e, mesmo com o retorno do camisa 9, que esteve no banco de reservas nessa noite, manteve Marcos no time.

Expulsão

O Santos retornou para o segundo tempo muito à vontade. Continuou chegando com facilidade no ataque, dessa vez em contra-ataque de Marinho, que disparou, mas sofreu falta dura de Rojas, que acabou expulso de campo. A chance, porém, não foi convertida em gol.

Peixe domina

Com a vantagem no placar e em campo, foi questão de tempo para o Santos, que já era melhor, ampliar o placar. A chance veio aos 11 minutos, com passe incrível de Soteldo a Pará, que balançou a rede. O San Lorenzo reagiu quase imediatamente. Di Santo diminuiu na maior fragilidade do time: a bola aérea. De cabeça, o placar ficou em 2 a 1, no Mané Garrincha.

Empate

O Santos desacelerou e passou a administrar na metade da segunda etapa. A consequência disso foi sofrer o empate na etapa final. Jean Mota não segurou no meio-campo e João Paulo falhou no gol. Ángel Romero aproveitou a oportunidade e deixou tudo igual aos 32. Vale lembrar que os argentinos estavam com um jogador a menos em campo.

O final do jogo foi um pouco dramático para o Santos. O time de Ariel Holan parou de impor o jogo e viu o San Lorenzo crescer de volume. João Paulo, aliás, impediu um terceiro gol dos argentinos e, apesar da pressão nos últimos minutos, o Peixe conseguiu a classificação para a fase de grupos da Libertadores.

FICHA TÉCNICA

SANTOS 2 X 2 SAN LORENZO

Local/hora: Estádio Mané Garrincha, em Brasília, às 21h30

Árbitro: Esteban Ostojich (URU)

Assistentes: Carlos Barreiro (URU) e Martin Soppi (URU)

Cartões amarelos: Peruzzi, Di Santo e Diego Rodriguez (SAN LORENZO) - Alison, Marcos Leonardo, João Paulo, Luan Peres e Marinho (SAN)

Cartões vermelhos: Rojas (SAN LORENZO)

GOLS: Marcos Leonardo (SAN) aos 21' do primeiro tempo (1-0), Pará (SAN) aos 11 do segundo tempo (2-0), Di Santo (SAL) aos 13 (2-1) e Ángel Romero (SAL) aos 32 (2-2)

SANTOS: João Paulo, Madson, Kaiky Fernandes, Luan Peres e Pará; Alison, Felipe Jonatan e Gabriel Pirani (Jean Mota). Marinho (Lucas Braga), Marcos Leonardo e Soteldo (Copete). Técnico: Ariel Holan

SAN LORENZO: José Devecchi; Herrera Peruzzi; Federico Gattoni, Alejandro Donatti; Rojas, Óscar Romero, Diego Rodríguez (Elias), Juan Ramírez; Ángel Romero, Nicolás Fernández (Melano) e Di Santo. Técnico: Diego Dabove.

Santos