PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Remo vence CSA nos pênaltis e avança na Copa do Brasil

Jogadores do Remo comemoram vitória no vestiário do Rei Pelé, em Maceió - Ascom/Remo
Jogadores do Remo comemoram vitória no vestiário do Rei Pelé, em Maceió Imagem: Ascom/Remo

Bruno Fernandes e Josué Seixas

Colaboração para o UOL, em Maceió

13/04/2021 23h53

Classificação e Jogos

O Remo se classificou para a terceira fase da Copa do Brasil ao vencer o CSA nos pênaltis na noite desta terça-feira (13), no Estádio Rei Pelé, em Maceió. No tempo normal, o jogo terminou em 1 a 1, nas penalidades a equipe de Belém levou a melhor por 6 a 5. Com a vitória, o Remo embolsou R$ 1,7 milhão em premiação. O Azulão do Mutange, por outro lado, está eliminado e volta sua atenção para a Copa do Nordeste.

Delatorre abriu o placar para o CSA aos 35 minutos da primeira etapa, enquanto Anderson Uchoa descontou para o Remo aos 28 minutos do segundo tempo. O time paraense agora espera o sorteio da CBF para definir a data da partida e o adversário da próxima fase.

Remo é mais ofensivo na primeira etapa

O Remo começou mostrando ofensividade. A equipe pressionou os azulinos em duas oportunidades em menos de 4 minutos de jogo com Lucas Tocantins. Na primeira vez, o atacante tabelou e tentou cruzamento, mas sem sucesso e ganhou apenas escanteio. Três minutos depois, Lucas voltou a avançar na área defensiva do CSA, chutou e passou raspando a trave esquerda de Darley.

CSA tem mais posse de bola

O CSA teve mais posse de bola durante toda a primeira etapa, mas teve muita dificuldade para se infiltrar na defesa do Leão, que conseguiu montar uma boa marcação e não deixou a equipe azulina construir jogadas ofensivas. Para a equipe de Belém, sobraram os contra-ataques e os vacilos da defesa da equipe alagoana nas saídas de bola.

Delatorre abre o placar

Na primeira chance real do CSA, aos 35 minutos, Dellatorre, que ocupa a segunda posição na artilharia da Copa do Nordeste, com cinco gols marcados, chamou a responsabilidade e fez o décimo gol dele na temporada. Em jogada de habilidade do centroavante, o camisa 9 do Azulão foi lançado na área do Remo com assistência de Pimpão, tirou do goleiro Vinícius e, sozinho, chutou para o gol do Remo.

Segunda etapa começa fria

O Remo tentou descontar durante o segundo tempo, mas era o CSA quem dominava a partida e, consequentemente, as oportunidades, mas também sem sucesso. Uma das poucas oportunidades de gol para a equipe alagoana foi aos 14 minutos, com Marco Túlio que pegou distância e soltou uma bomba, obrigando Vinícius a fazer uma grande defesa. Ao longo do segundo tempo, o CSA se fechou, numa tentativa de amenizar a marcação sofrida por parte do Remo.

Darley falha e Remo iguala o marcador

A equipe de Belém tentou igualar em duas oportunidades de escanteio, mas não obteve êxito. O gol de empate saiu de um chute de muito longe. Uchoa arriscou aos 28 minutos, a bola quicou na frente de Darley e o goleiro do CSA falhou. Depois do gol, a equipe começou a gostar mais do jogo e a marcar a saída de bola do CSA. Em uma dessas saídas, o volante Geovane recebeu de costas, abriu demais o braço e o árbitro aplicou cartão vermelho direto no jogador do Azulão.

Remo se classifica nos pênaltis

Com a igualdade no tempo normal, a decisão da vaga foi para as penalidades e o Remo levou a melhor sobre o CSA por 6 a 5. Edson Cariús, Renan Oliveira, Marlon, Rafael Jansen, Felipe Gedoz e Wallace marcaram pelo Remo. Iury, Bruno Mota, Gabriel, Silas e Silvinho acertaram pelo CSA, mas Vitor Costa desperdiçou a batida.

FICHA TÉCNICA
COPA DO BRASIL - SEGUNDA FASE
CSA 1 x 1 Remo

Data: 13/04/2021 (Terça-feira)
Local: Estádio Rei Pelé (AL)
Árbitro: Jean Pierre Gonçalves Lima/DF
Auxiliares: Lúcio Beiersdorf Flor/DF e Leirson Peng Martins/DF

Cartões amarelos: Matheus Felipe (CSA), Gabriel (CSA), Rafael Jansen (REM) e Anderson Uchoa (REM)
Cartões vermelhos: Geovane (CSA)
Gols: Delatorre (CSA) aos 35 do primeiro tempo (1-0) e Anderson Uchoa (REM) aos 28 do segundo tempo (1-1)

CSA: Darley, Norberto, Lucão, Matheus Felipe, Vitor Costa, Geovane, Gabriel, Aylon (Silas), Rodrigo Pimpão (Silvinho), Marco Túlio (Bruno Mota) e Dellatorre (Iury). Técnico: Mozart.

Remo: Vinícius, Wellington Silva, Fredson (Mimica), Rafael Jansen, Marlon, Anderson Uchoa, Lucas Siqueira (Renan Oliveira), Felipe Gedoz, Dioguinho (Wallace), Lucas Tocantins (Gabriel Lima) e Renan Gorne (Edson Cariús). Técnico: Paulo Bonamigo.

Futebol