PUBLICIDADE
Topo

Futebol

ANÁLISE

Texto baseado no relato de acontecimentos, mas contextualizado a partir do conhecimento do jornalista sobre o tema; pode incluir interpretações do jornalista sobre os fatos.

Trajano: Vitória do Palmeiras foi injusta, empate teria sido mais coerente

Do UOL, em São Paulo

08/04/2021 01h13

Classificação e Jogos

O Palmeiras venceu o Defensa y Justicia por 2 a 1 na Argentina, no primeiro jogo em disputa pelo título da Recopa Sul-Americana, com Abel Ferreira de volta, o time titular também indo a campo pela primeira vez na temporada e apresentou alguma dificuldade diante do time treinado por Sebastian Beccacece. No Fim de Papo, live pós-rodada do UOL Esporte com os jornalistas Vinicius Mesquita, José Trajano, Alicia Klein e Danilo Lavieri, a vitória e a atuação do Palmeiras são analisadas, assim como o que esperar no domingo, quando o Alviverde decide a Supercopa do Brasil com o Flamengo.

Trajano afirma que a vitória palmeirense acabou não sendo o resultado mais justo devido ao gol anulado do time argentino por impedimento e o sufoco tomado nos minutos finais, quando Abel Ferreira deixou o time em campo com dois laterais na esquerda e dois pela direita, vendo o adversário pressionar e ficar no campo de ataque.

"O Palmeiras não começou melhor, quem começou melhor foi o Defensa e o time do Palmeiras tem o melhor goleiro do futebol brasileiro, que fez uma defesa no canto direito que podia ter sido 1 a 0 já de cara aos 5 minutos de jogo para o time argentino, mas o jogo teve essas nuances, o Palmeiras melhor um pouquinho, de repente caía, aí o Defensa melhorava, então ficou esse perde e ganha não em relação à bola mas em quem está melhor no jogo", diz Trajano.

"Eu acho que o placar foi injusto, o empate teria sido um placar mais coerente. Aliás, essa anulação do gol aí eu achei meio esquisita também, e o Palmeiras no final do jogo, o time se defendendo, o que o Palmeiras fez de falta nos últimos 10 minutos de jogo, não sei se alguém contabilizou isso, toda hora era falta, amarelo, o Palmeiras completamente perdido nos últimos 10 minutos porque queria só se defender", completa.

Trajano afirma que fica difícil avaliar o Palmeiras pelo fato de o time não estar jogando em outras competições, com a paralisação do Campeonato Paulista, enquanto o próprio Defensa y Justicia está em atividade na Argentina, mas considera que o jogo foi para o Alviverde uma espécie de treino para a Supercopa do Brasil contra o Flamengo.

"Na verdade eu acho que foi um bom treino para o jogo de domingo contra o Flamengo, que aí sim é um jogo que tem um atrativo maior, vai pegar o melhor time do Brasil, que já está jogando duas ou três partidas com o time titular, tem uma rivalidade em jogo, então eu acho que serviu de treino, um treino mais ou menos, mas botou o pessoal em campo para jogar", diz Trajano.

"O Palmeiras agora vai levar outro troféu para a sua sede, ganhou lá, é mais time, tem jogadores melhores, então eu acho que o Palmeiras vai começar a temporada já colocando mais um troféu na sua galeria e esse jogo de hoje serviu como um bom treino pro jogo de domingo às 11h da manhã, esse jogo eu estou aguardando com maior interesse, Flamengo e Palmeiras", conclui.

O Fim de Papo volta a ser apresentado no domingo, a partir das 13h, com a análise da decisão entre Flamengo e Palmeiras na Supercopa do Brasil, em Brasília.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL

Futebol