PUBLICIDADE
Topo

Cruzeiro

Cruzeiro é absolvido no 'caso Rony' e evita multa de R$ 57 milhões

Rony, atacante do Palmeiras, participa de treino na Academia de Futebol - Cesar Greco
Rony, atacante do Palmeiras, participa de treino na Academia de Futebol Imagem: Cesar Greco

Do UOL, em São Paulo

30/03/2021 18h26

O Cruzeiro anunciou na tarde de hoje que foi absolvido no caso envolvendo o atacante Rony, do Palmeiras, na Fifa. O processo da transferência do jogador envolvia Athletico e Albirex, do Japão. O time paranaense e o jogador foram condenados a pagar multa, conforme publicou o blogueiro do UOL Danilo Lavieri.

Em audiência nos dias 18 e 19 deste mês, o time mineiro foi absolvido e não vai precisar pagar ou ser punido pela transferência de Rony, que pertencia ao Cruzeiro mas foi emprestado ao Albirex, do Japão, quando acertou com o Botafogo. O time japonês alegou contrato com o atacante e vetou o negócio.

O Athletico, no entanto, acertou com o jogador e conseguiu uma liberação para registrar Rony e depois vendeu o jogador ao Palmeiras.

No ano passado, o Cruzeiro foi incluído como réu no TAS (Tribunal Arbitral do Esporte), que tem sede na Suíça, sob uma indenização de US$ 10 milhões (R$ 57 milhões) e sanções disciplinares, como banimento de registro de novos atletas por até duas janelas de transferências.

Rony e Athletico se livraram das punições mais duras após o recurso e foram condenados apenas a uma multa que ainda terá o valor final decidido. A decisão foi divulgada dia 25, após as sessões virtuais. O Athletico está liberado para registrar novos atletas.

Cruzeiro