PUBLICIDADE
Topo

Inglês - 2020/2021

Chelsea vence Liverpool no Anfield e sobe para 4º lugar no Inglês

Mount comemora gol contra o Liverpool pelo Inglês - Phil Noble/PA Images via Getty Images
Mount comemora gol contra o Liverpool pelo Inglês Imagem: Phil Noble/PA Images via Getty Images

Do UOL, em São Paulo

04/03/2021 19h07

Classificação e Jogos

O Chelsea não se incomodou de jogar em Anfield e derrotou o Liverpool por 1 a 0 pelo Campeonato Inglês na tarde de hoje. Com um gol de Mason Mount no fim do primeiro tempo, o time de Londres conseguiu a vitória.

O gol de Mount saiu aos 42 minutos do primeiro tempo após lançamento primoroso do francês Kanté. Ele recebeu na ponta, limpou a defesa e chutou colocado para marcar o único gol do jogo.

Com o resultado, o Chelsea foi a 47 pontos e subiu para o 4º lugar na classificação ao superar West Ham e Everton. O Liverpool segue em 7º lugar com 43 pontos.

O Chelsea foi melhor durante quase toda a partida e só não fez o primeiro gol antes porque o VAR anulou um gol do alemão Timo Werner, que recebeu lançamento sozinho, aos 24 minutos, e ainda fora da área driblou Alisson e marcou. Após checagem do VAR, o gol foi anulado.

Quatro minutos depois, Salah deu lançamento milimétrico para Mané finalizar, mas o senegalês errou o chute e deu a famosa 'furada'.

Antes do primeiro tempo acabar, o Liverpool errou o passe no ataque, Kanté lançou para Mount, que limpou para o meio da área e bateu no canto de Alisson para marcar.

Na segunda etapa, Chilwell tabelou com Mount e finalizou cruzado, para a defesa de Alisson. No rebote, Ziyech chutou e a bola passou pelo goleiro, mas Robertson tirou em cima da linha.

Em nova chegada do Chelsea, Jorginho lançou Mount, que dominou e serviu Werner em profundidade nas costas de Fabinho. Ele finalizou cruzado na saída de Alisson, que defendeu.

Já no fim do jogo, Firmino ganhou o fundo e cruzou. Chilwell tirou parcialmente e Kabak apareceu para finalizar, mas o próprio Chilwell bloqueou. Na sobra, Alexander-Arnold jogou de novo na confusão e Chamberlain cabeceou para a defesa de Mendy.