PUBLICIDADE
Topo

Corinthians

Gil encerra temporada com presença em 57 das 60 partidas do Corinthians

Um dos gols de Gil na temporada foi justamente contra o rival Palmeiras  - Rodrigo Coca/Agência Corinthians
Um dos gols de Gil na temporada foi justamente contra o rival Palmeiras Imagem: Rodrigo Coca/Agência Corinthians

Yago Rudá

Colaboração para o UOL, em São Paulo

26/02/2021 17h56

Xerife da zaga do Corinthians, Gil foi o jogador que mais vezes vestiu a camisa do Timão na temporada 2020. O defensor superou o goleiro Cássio (56 partidas) e o lateral Fagner (54 jogos), e se tornou absoluto no elenco alvinegro. Ao todo, o zagueiro esteve presente em 57 dos 60 compromissos da equipe, tendo inclusive participado de todos os 90 minutos dos jogos em que foi escalado.

Contratado em 2019 do Shandong Luneng, da China, o zagueiro foi titular com Tiago Nunes, Dyego Coelho e também com Vagner Mancini, sendo um dos raros intocáveis do elenco durante o conturbado ano do Corinthians. Ao todo, desconsiderando os acréscimos, Gil registrou 4.950 minutos em campo, fez quatro gols e recebeu apenas seis cartões amarelos.

Durante a fase mais crítica da pandemia, o jogador seguiu cumprindo os treinamentos em sua casa e cuidando da parte física. O trabalho deu resultado, já que Gil não se machucou, não sentiu nenhum incômodo muscular que o tirasse de um compromisso, e não precisou ser poupado para evitar um problema futuro.

"Trabalho no dia a dia e me cuido muito para poder sempre estar à disposição. Hoje a parte física é extremamente importante e temos que ter isso na cabeça. Procuro chegar antes aos treinos e depois faço alguns complementos. Na folga também tento fazer algo para me manter ativo. Alimentação e descanso são fundamentais, pois se você consegue manter um nível legal e evita lesões, a sequência de partidas acontece naturalmente. Tem sido assim comigo nos últimos anos e espero manter isso ainda por muito tempo", explicou o jogador.

O zagueiro não esteve em campo em três jogos. O primeiro foi contra a Inter de Limeira, pelo Campeonato Paulista, quando o técnico Tiago Nunes optou em poupar todos os titulares, já que o Corinthians enfrentaria o Guaraní-PAR dias depois pela Copa Libertadores.

As outras duas vezes em que Gil não esteve em campo aconteceram em compromissos do Brasileirão. Pela segunda rodada, quando o Corinthians enfrentou o Atlético-MG, no Mineirão, o zagueiro não pôde entrar em campo já que seu teste para covid-19 apresentou resultado positivo. Por fim, a última vez foi contra o Sport, pela 31ª rodada, já que cumpria suspensão pelo terceiro cartão amarelo.

Corinthians